quinta-feira, 12 de julho de 2012

Um Refúgio no Passado - 2006




Título Original: In my father’s den.
Ano de lançamento: 2006 (Brasil)
Direção: Brad MacGann
Roteiro: Brad MacGann
Elenco: Mathew Macfadyen, Emily Barcley, Colin Moy, Miranda Otto,
Sinopse: Um renomado fotógrafo de guerra retorna para um local isolado da Nova Zelândia onde é sua terra natal para o enterro do pai. Os 17 anos de sua ausência criou um certo afastamento do irmão, que ainda vive no local. O reencontro mostra que, apesar de serem do mesmo sangue, eles tem diferenças a acertar, mas todo caminha bem. No meio desse caminho, ela acaba conhecendo uma garota de 16 anos de idade e, conforme o tempo passa, o envolvimento dos dois vai ficando cada vez mais íntimo. Os problemas começam depois que ela, misteriosamente, desaparece. Agora ele é acusado de ser a última pessoa que viu a garota e percebe que pode ter sido envolvido em alguma espécie de plano do qual jamais desconfio. Essa crise vai trazer muita dor de cabeça e vai fazer com que ele pense num jeito de salvar a sua reputação e descobrir o que realmente aconteceu com a garota.

Macfadyen como Paul Prior.

Nesse mundão cinematográfico, em certas ocasiões, surgem pequenos tesouros como é esse ‘Um Refúgio no Passado”, baseado no livro In My Father’s Den de Maurice Gee. Estrelado pelo inglês Matthew Macfadyen (Darcy de Orgulho e Preconceito), o filme conta a história de Paul Prior, um jornalista e fotógrafo de guerra que retorna à sua cidade natal, depois de deixá-la por dezessete anos. Paul é um homem introspectivo, atormentado pelos horrores da guerra e pelas sombras de seu passado. Quando retorna para a cidade em que passou sua infância e adolescência, ele tem que enfrentar a mágoa de seu irmão, que nunca o perdoou por ter ido embora e o deixado sozinho com o seu pai, logo após a mãe deles ter se suicidado. Paul tenta seguir com a sua vida e começa a lecionar em uma escola  da cidade e acaba criando um laço de amizade com Celia, uma garota de 16 anos, que ele depois descobre ser filha de sua antiga namorada.  Um tempo depois, Célia desaparece e Paul se torna o principal suspeito, sendo hostilizado pelos moradores da cidade. Disposto a descobrir o que realmente aconteceu com sua amiga, Paul se vê em uma grande teia de segredos, mágoas e feridas abertas, que o tempo não foi capaz de cicatrizar.

As mina pira!!!


O roteirista e diretor estreante Brad MacGann, demonstrou competência e sensibilidade ao criar uma trama que é simultaneamente densa e delicada. O realizador consegue dosar drama que permeia a narrativa (que conforme se desenrola ganha contornos de suspense), evitando clichês baratos e levando a um desfecho surpreendente.

Mathew Macfadyen tem uma atuação brilhante, com uma interpretação contida e explosiva quando é necessário, ele transforma seu personagem em alguém absolutamente crível. Paul Prior é um homem que teve uma grande decepção no passado, testemunhou os horrores da guerra, mas que apesar de tudo, tenta tocar sua vida com dignidade. Outro grande destaque é a jovem Emily Barcley, que interpreta a adolescente Celia. Emily tem uma interpretação sensível, de uma garota ávida por descobrir o mundo. Os momentos em que Paul e Celia passam juntos são os melhores momentos do filme. E tudo isso é acompanhado por uma excelente trilha sonora e as belas locações da Nova Zelândia, onde o filme foi rodado em 2004.

Amizade interrompida.

Infelizmente o diretor/roteirista Brad MacGann faleceu em 2007, deixando como legado apenas esta pequena obra-prima desconhecida do grande público, mas que merece ser vista e lembrada. Um Refúgio no passado é prova cabal de que com talento, competência e boa vontade é possível fazer um grande filme, sem precisar de orçamentos estratosféricos.

Preste atenção: Nas cenas entre Paul e Célia, na trilha sonora que acompanha o filme e nos excelentes diálogos.

Cotação: 5/5

Lady Ravenna se emocionou bastante e recomenda este filme sublime para quem tem colhões.


2 comentários:

  1. Um refúgio no passado é mais que um filme podemos falar que é uma obra prima.A atuação do Matthew Macfadyen é um primor e realmente as cenas com a Emily Barcley é tocante.O que mais surpreende é a simplicidade do filme nada de show de roupagens ele simplesmente é cru. Esse é o filme

    ResponderExcluir
  2. Incendies ou incêndios .. um filme maravilhoso que também é uma produção independente dirigido por Denis Villeneuve. Ouso dizer que ele está na minha lista top 10 com um elenco perfeito e com a atuação magistral da atriz Lubna Azabal.

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...