sexta-feira, 31 de agosto de 2012

O Homem do Futuro - 2011





Título Original: O Homem do Futuro
Ano: 2011
Direção: Cláudio Torres
Roteiro: Cláudio Torres
Elenco: Wagner Moura, Alinne Moraes, Maria Luisa Mendonça, Gabriel Braga Nunes, Fernando Ceylão
Sinopse: João/Zero (Wagner Moura) é um cientista genial, mas infeliz porque há 20 anos atrás foi humilhado publicamente durante uma festa e perdeu Helena (Alinne Moraes), uma antiga e eterna paixão. Certo dia, uma experiência com um de seus inventos permite que ele faça uma viagem no tempo, retornando para aquela época e podendo interferir no seu destino. Mas quando ele retorna, descobre que sua vida mudou totalmente e agora precisa encontrar um jeito de mudar essa história, nem que para isso tenha que voltar novamente ao passado. Será que ele conseguirá acertar as coisas?


Por Lady Rá


Você está satisfeito com a forma como as coisas aconteceram em sua vida? Você é feliz no emprego, no amor? E você que é mais velho, pôde aproveitar bem sua juventude? E se você tivesse a chance de voltar no tempo e mudar toda sua vida? É essa oportunidade que João, ou Zero (Wagner Moura) tem em “O Homem do Futuro”. João é um gênio da física de meia idade, que vive frustrado por ter sido humilhado numa festa da faculdade e ter perdido o amor de Helena (Alinne Morais), a quem ele nunca esqueceu.  Ao testar uma máquina que ele construiu, João volta no tempo e vai parar justamente no dia da festa em que ele foi humilhado. João então tem a oportunidade de mudar os rumos da sua vida. Bom, não precisa fazer uma dissertação sobre o assunto, é óbvio que vai dar tudo errado, ele vai se meter em altas confusões no melhor estilo “sessão da tarde” e terá que traçar um plano arriscado por colocar sua vida nos eixos.

O Homem do Futuro funciona como uma homenagem a filmes do gênero como De volta para o futuro, e foi inclusive acusado de ser “tipicamente americano”, o que pessoalmente considero hipocrisia. Cinema acima de tudo é feito para divertir. E isso o filme faz muito bem, misturando ficção científica e comédia-romântica. Não possui nenhum aspecto inovador, mas se tratando de cinema nacional, é interessante ir ao cinema ver um “pipocão” de qualidade. Confesso que na época em que fui assistir, foi mais pela curiosidade e me surpreendi pela qualidade técnica e pelo enredo. Acho bacana que o cinema nacional esteja investindo em estilos variados, uma vez que muitos ainda pensam que nosso cinema só expõe nossas mazelas. É muito comum ler em fóruns de cinema pessoas dizerem que “cinema brasileiro só exporta pobreza e violência”. Esse pensamento é do senso comum, mas o senso comum sempre tem um fundo de verdade. Enfim, não estou aqui para discutir os rumos do cinema nacional.

Voltando ao filme, apesar de um tanto confuso quanto a lógica da viagem no tempo (mas para o público isso pouco interessa), tem um roteiro bacana, tem muitos clichês de fato, mas é tudo tão bem conduzido e de forma tão divertida, que dá pra relevar. Os efeitos especiais convencem e a trilha sonora é um dos pontos altos do filme. Quando ao elenco, temos ótimas atuações, destaco entre os coadjuvantes Fernando Ceylão, impagável como aquele melhor amigo nerd e Maria Luisa Mendonça, aquela amiga inteligente e gente fina, Alinne Morais, preenche a tela com sua beleza e é bastante esforçada. Todos eles convencem nas duas fases do filme. Mas quem sustenta a produção mesmo é Wagner Moura, um ator como poucos, não é exagero dizer que ele é um dos melhores atores do Brasil. Ele interpreta com segurança cada momento do personagem, seja como o João jovem, ingênuo, frágil e vulnerável, ou o João mais velho, amargurado e intransigente, e em outra etapa, maduro e consciente dos erros que cometeu. E ver Wagner Moura cantando Tempo Perdido de Legião Urbana já vale pelo filme todo.

Um homem do futuro é acima de tudo uma celebração da juventude, que encanta pelo clima de nostalgia e faz você pensar, que não importa se até aqui a sua vida tem sido (uma merda) complicada. Sempre podemos tomar o rumo certo e não é preciso voltar no tempo pra isso.


Cotação: 4/5

Lady Rá se divertiu bastante e saiu por aí cantando Tempo Perdido. =)

TRAILER:



3 comentários:

  1. Gostei desse filme, mais acho que poderia ter sido melhor...

    ResponderExcluir
  2. Poderia sim, sempre pode! =)
    Obrigada pelo seu comentário!

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...