domingo, 9 de setembro de 2012

Eu quero - Três filmes na corrida pelo Oscar


É, minha gente, chega essa época começa a corrida do Oscar né? Festivais, especulações, Harvey Weinstein mexendo os pauzinhos, transformando filmes normais em coisas excepcionais (o cara tem o poder, é o verdadeiro Midas de Hollywood), Ana Maria Bahiana com seus delírios sexuais achando que certos filmes/diretores/atores são sérios candidatos só porque ela quer. Mwahahahaha. Mas enfim, com o Festival de Veneza recém-terminado e o de Toronto a todo vapor, começam a surgir os primeiros candidatos. E nós, irmãs Rá, estamos super curiosas para conferir algumas produções que tem se destacado na preferência dos críticos:

The Master (Paul Thomas Anderson)

Do respeitado Paul Thomas Anderson, tem sido muito elogiado pela crítica estrangeira, Dona Bahiana tem falado muito nele. O longa é sobre uma religião criada nos anos cinqüenta e explora a relação entre o criador dela e um seguidor, que passa a questionar a própria fé. The Master foi um dos grandes destaques do Festival de Veneza. Joaquin Phoenix e Phillip Seymor Hoffman dividiram o prêmio de melhor ator e P. T. Anderson levou o prêmio de diretor. Uia! Parece que vem coisa boa por aí!






Cloud Atlas (Andy e Lana Wachowski, Tom Tykwer)



Dos irmãos Matrix, digo, irmãos Wachowski em parceria com o alemão Tom Tykwer (Corra, Lola, Corra). Os irmãos tiveram uma queda de qualidade depois do ótimo Matrix, com duas continuações problemáticas e aquela bizarrice Speed Racer, que não agradou geral. Esperamos que eles tirem o pé da lama com essa produção, que chamou atenção do Festival de Toronto. O longa, que é uma adaptação do romance de David Mitchell, condensa varias histórias que se passam em lugares e épocas diferentes, mas que tem ligações umas com as outras. No elenco, temos nomes como Tom Hanks (que anda meio caído, mas pra mim, Tom Hanks é Tom Hanks, quem foi rei nunca perde a majestade, é o que dizem né?), Hugo Weaving, Halle Berry, Hugh Grant, Susan Sarandon, Jim Broadbent e Ben Whishaw. Me parece que tem culhão!


Anna Karenina (Joe Wright)

Do meu queridinho Joe Wright, que parece ter uma fantasia sexual afinidade muito grande com a Keira Knightley. Ele adora colocá-la em complexas personagens literárias (e de época). Os dois repetem a parceria de Orgulho e Preconceito e Desejo e Reparação, agora na adaptação da obra-prima de Liev Tolstoi, Anna Karenina. Wright, que começou bem em Orgulho e Preconceito, fez alguns filmes que não chamaram tanto a atenção da crítica como Hanna e O solista, mas parece ter voltado a excelência com essa produção, tenho lido comentários favoráveis e, provavelmente deve levar muitas indicações (ou pelo menos nas categorias técnicas).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...