domingo, 9 de setembro de 2012

G.I. Joe - A Origem de Cobra (2009)


Título Original: G.I. Joe – The Rise of Cobra
Ano: 2009
Direção: Stephen Sommers
Roteiro: David Elliot, Paul Lovett, Stuart Beattie
Elenco: Channing Tatum, Denis Quaid, Sienna Miller, Ray Park, Rachel Nichols, Joseph Gorgon Levitt, Marlon Wayans, Arnold Vosloo, Jonathan Pryce, Christopher Ecclesto,
Sinopse: Das montanhas da Ásia Central aos desertos do Egito, passando pelas ruas lotadas de Paris e por baixo da calota polar do Polo Norte, o grupo de elite de agentes conhecido como G.I. Joe embarca em uma aventura sem fim usando as mais modernas tecnologias de espionagem e equipamento militar para evitar que o comerciante de armas Destro e a crescente ameaça da misteriosa organização Cobra levem o mundo ao caos.
Por Ravenna Hannibal


Estava eu, sexy e carente de um filminho em plena segunda feira com o meu love do coração (cão dos infernos) antes de uma noite ardente de puro terror, quando, de repente, com meu super controle remoto total passo os canais da TV e.... OH WAIT!!! TELA FRIA NA REDE GLOBO!

Nesse momento de comoção - sou skylizada, não curto Tv Aberta, plebe - Rá Hannibal se depara com GI Joe e as Baratas – Inception de Anaconda (para você que não entende nosso dialeto, mortal, eu traduzo para ti: "A Origem de Cobra").


Não bastasse a imensa torre de lixo que é isto, ainda assisti dublado (sou alfabetizada em inglês, poliglota, dear). Mas claro que não ia perder a oportunidade de descer a lenha nessa coisa maravilhosa só que não que é essa produção, né gente? Lembro-me bem que a minha Tia Rá do coração (beijos, tia, sou sua fã, te amo muuuito morra) falou aqui sobre a belíssima e emocionante produção só que não "Battleshit", ops, ship* (A batalhas das vacas, em português) e em como o nosso tio querido Michael Bay criou filhotes monstrengos que gastam milhões em porcarias monumentais. E aqui está a criação de mais um deles.

"G.I. Joe e as baratas" já desde o início se mostra uma imbecilidade sem fim ao mostrar uma cena da França em 1641 que você pensa que será importante depois na trama, mas que, OH WAITTT PRODUÇÃO! Não tem utilidade NENHUMA pro roteiro. Tipo, OI...?

Tem que ver isso aí, viu...

"Queridan, eu não sei atuar, 
mas pelo menos sou gostosa!"

Aliás, chamar aquilo de roteiro foi bondade minha. É incrível como um negócio escrito por três pessoas pode ser tão idiota (fórmula básica para GI Joe: 3 pessoas mentais = 6 mãos deficientes = 3 cérebros doentes = metade de um cérebro "são" funcionando). É uma colagem feita no photoshop com corel draw e uns programinhas de PC para fazerem efeitos, sabe gente... aquela coisa bem "Record Mutantes: Caminhos do Coração".


A única coisa que torna esse filme melhor que Transformers 2 é que ele é menor. O que não significa que é menos massacrante, cherieA impressão que tive o tempo inteiro é de estar vendo uma versão um pouco mais turbinada dos Power Rangers. Não só pelo aspecto de brinquedo que todos eles tem, mas pelo roteiro ruim e absurdo. E os diálogos????? PQP! Sabe aquelas coisas que as crianças falam quando estão brincando de serem os personagens de seus desenhos preferidos?

“Nada vai me deter!”,
“Eu vou dominar o mundo”,
“Tenho uma surpresinha para eles”???

WHAT THE FUCK?????? Não sou obrigada!!!
Só me lembro de Suina Miller, fazendo comercial para shampoo no filme sacudindo aqueles cabelos. Não se faça de desentendida, gata! Eu notei que você usa Palmolive Naturals!

Aliás, a capacidade de montar UMA cena de ação já não é das melhores (vide a cena de Paris, que poderia ser a cena mais interessante do filme e acaba se tornando um festival de piruetas e explosões sem sentido), e eles resolvem fazer uma montagem com TRÊS linhas de ação PARALELAS no clímax da porcaria. Tio Bay, vem me salvar desse ruindows movie maker, faz o favor!

Ahh claro! Tem mais um agravante: O filme inteiro insiste em subestimar meus conhecimentos ao mostrar a Casa Branca, a Torre Eiffel e uma calota enorme e me dizer TODAS as vezes na legenda que eu estou vendo Washington D.C., Paris e Antártida respectivamente. Alguém avisa a produção que sou alfabetizada e já dei milhões de voltas ao mundo? Grata.

E a tentativa de surpreender o público no final do filme numa cena que eles devem ter achado que seria um final épico? HAHA Eu ri e escarneci demais com essa comédia fantástica! Sério, gentalhas, tudo nessa latrina é previsível. O roteiro, a cara do prostituto stripper Xana Tatum, as piadinhas porquinhas, a direção tosquinha de Stephen Summers... Dennis Quaid. Ele é brasileiro, gente, e não desiste nunca. Flopou, sumiu, mas tá ali, sempre retornando, sabe...

Você percebe que algo está
errado quando o personagem mais
expressivo é mudo e mascarado.

Ahh claro! As tentativas infelizes de tentar tornar os personagens mais profundos com flashbacks chatos e maçantes. Mas nem se o roteiro funcionasse seria possível tornar aquele bando de bonecos sequer carismáticos, uma vez que ninguém está funcionando nessa joça de elenco.NINGUÉM! Ouviu? NINGUÉM ali funciona. (Wayans, você já foi uma branquela? Volte a ser uma branquela, eu adoro aquela porcaria!).


Os bonecos da Hasbro (que, aliás, também é responsável pelos Transformers) eram mais expressivos do que o elenco. E se Transformers pelo menos tem o atrativo dos efeitos especiais monstruosos, G.I. Joe infelizmente não chega nem na pontinha dos dedos de metal dos robôs alienígenas.


Eu deveria ter transformado esse povo todo em churrasquinho antes que planejassem "G.I. Joe: Retaliation" que não deve ser melhor do que isso. Sigam os conselhos maravilhosos da Hanni, amores, e CHUTEM ESSA PORCARIA PARA LONGE DE SUAS VIDAS!


Cotação: 0/5


Trailer





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...