quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Cassino - 1995 (Casino - 1995)


Título Original: Casino
Ano de lançamento: 1995
Direção: Martin Scorsese
Roteiro: Martin Scorsese, Nicholas Pileggi
Elenco: Robert De Niro, Sharon Stone, Joe Pesci, James Woods
Sinopse: Através de três personagens básicos: um diretor de cassino (Robert De Niro) com um passado comprometedor; uma prostituta de alta classe (Sharon Stone), que dominava a todos, menos o seu cafetão; e um gângster (Joe Pesci), que tomava conta do diretor do cassino e passa gradativamente, a seguir os passos dela, é criado um painel de Las Vegas dos anos 70, quando a Máfia controlava o jogo, até o gradual surgimento das grandes corporações, que ficaram no lugar das quadrilhas e transformaram a cidade em uma Disneylândia.


Por Jason

Cassino começa com uma cena explosiva, com Ace (Robert De Niro) saindo de um restaurante e entrando em seu carro, que explode quando ele o liga sob o fundo musical de Paixão segundo São Mateus, de Bach. A partir daí, seremos levados a história de como ele chegou até ali, numa trama que envolve sexo, drogas, amor, dinheiro, jogo, crimes e mortes em Las Vegas, mostrando a ascensão e queda dos cassinos. Ace, que já tinha ficha criminal quilométrica, é contratado para gerir um cassino, faz com que os lucros dobrem rapidamente, dá golpe da Receita Federal e vive uma vida de riqueza, luxo e poder com apoio da máfia. 

Tudo muda com a chegada de Ginger (Sharon Stone), com quem ele se casa, tem uma filha e sua vida começa a desmoronar, já que começam a roubá-lo, os chefões do crime desarmam o esquema, matam parte dos envolvidos, e acabam presos. Até lá, tudo em Cassino é extravagante, exagerado. O filme é baseado no romance "Cassino, amor e honra em Las Vegas", de Nicholas Pileggi e da direção de arte a maquiagem, da fotografia ao penteado e joias de Ginger, passando pelos figurinos, montagem e toda a reconstituição de época, tudo funciona perfeitamente bem. Scorcese coloca sua câmera no meio do jogo, com uma crueza incômoda e por vezes chocante (na época do lançamento criticaram o excesso de violência da produção). Sua câmera confia nos atores, no talento e na competência de todos eles. 

E não há o que se queixar de seu elenco: Robert De Niro, em mais uma composição brilhante para um personagem, transmite todo o caráter do mafioso Ace, uma pessoa com sentimentos e ligado a família, mas ainda assim um ladrão engenhoso da pior espécie.  Joe Pesci tem aqui um ápice na carreira: sem excessos, ele compõe o irascível e intragável gangster Nick, com quem terá um envolvimento com a mulher do próprio amigo. 

Mas é Sharon Stone que se sobressai como uma mulher provocante, sedutora, mas ao mesmo tempo exigente, carente, ambiciosa, vaidosa, materialista, problemática, perigosa e drogada, que não consegue se desatar de seu cafetão, não consegue se livrar dos seus vícios, e que tenta sabotar Ace de todas as formas - até mantendo um caso sexual com o parceiro do marido. A atriz se destaca e coloniza o filme com sua interpretação, eclipsando todos os outros atores: a emblemática sequência em que volta para casa para tentar invadi-la e pegar uma chave de cofre, armando um escândalo completamente pirada, depois resultando em sua prisão e em seu fim nada glorioso é um show de interpretação da atriz que ganhou o Globo de Ouro de Melhor Atriz pelo filme e uma indicação merecida ao Oscar. 
  
Se há um problema grave, contudo, em Cassino - e é a razão por muitos não gostarem do filme - é a sua duração. Amarrado, ele peca pelo ritmo do primeiro ato e pelas tramas e reviravoltas envolvendo a máfia, com suas intrigas e traições - que são finalizadas no último ato de uma maneira rápida demais. Até a resolução final, no entanto, o filme durou desnecessariamente quase três horas (!) - vinte minutos ou um pouco mais não fariam falta e dariam mais ritmo ao filme. Nada que Sharon Stone não resolva ao entrar em cena.

Cotação: 4/5

Robert De Niro faz aqui uma composição de personagem excelente, mas quem rouba todas as atenções e segura o filme até o final é a loira fatal Sharon Stone, se revelando aqui uma excelente atriz dramática no melhor desempenho de sua carreira.

TRAILER

Filme Completo (em inglês)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...