quinta-feira, 15 de novembro de 2012

A Vida de David Gale (2003)





Título Original: The life of David Gale
Ano: 2003
Direção: Allan Parker
Roteiro: Charles Randolph
Elenco: Kevin Spacey, Kate Winslet, Cleo King, Constance Jones, Laura Linney, Lee Ritchey, Gabriel Mann, Matt Craven, Brandy Little



A vida de David Gale é um daqueles filmes que quando termina o telespectador ainda leva um tempo para se recuperar do choque. David Gale, era um bem sucedido professor de filosofia em uma universidade, além de um bom emprego, ele tinha uma vida harmoniosa com mulher e filho. Porém, ele se encontra no corredor da morte. O crime? Estupro e assassinato de uma colega (Laura Linney). Antes de ser condenado pela morte dessa mulher, ele foi acusado de estuprar uma aluna, que posteriormente retirou a queixa contra ele, mas o mal já estava feito. David perdeu o emprego, a família, o prestígio e a dignidade. Faltando poucos dias para sua execução, David pede a presença da repórter Bitsey Bloom (Kate Winslet) para conceder uma entrevista. Bitsey ouve toda a história de David e constata que ele é inocente, ela então passa a correr contra o tempo para provar sua inocência. Não posso ir mais além, pois estragaria a surpresa.


O filme traz uma mensagem sobre a pena de morte. Ela é realmente necessária? O sistema é realmente eficaz? É possível uma pessoa ser inocente quando todas as evidências apontam contra ela? Ao término do filme, saberemos que a morte da mulher e a condenação de David fazem parte de algo muito maior e isso nos faz refletir muito sobre a questão da pena de morte. O roteiro deixa bem clara sua intenção de levantar bandeira sobre o assunto, o que deixa o filme com um ar de panfletário.

Se estabelecendo como um misto de drama com thriller psicológico e até um pouco de ação, a direção desliza um pouco ao não equilibrar muito bem esses elementos. Mas ainda assim, A Vida de David Gale impressiona pela história contada, que é realmente chocante Além do excelente trabalho dos atores. Kevin Spacey está em um de seus melhores momentos.  E é sempre ótimo ver Kate Winslet e Laura Linney em cena. O resultado é um filme acima da média, que faz o público refletir.

Cotação: 4/5

Possui selo Lady Rá de qualidade. =)




2 comentários:

  1. Vi esse filme há pouco tempo e realmente foi um grande choque para mim. A atuação consistente de Spacey é um deleite, realmente, além de contar com a sempre ótima Kate Winslet.. mas quem me impressionou e emocionou nesse filme foi Laura Linney... através de sua história que vai se mesclando com a de David fui me envolvendo mais e mais e ao final já estava convencida de sua causa.. talvez pela minha pouca experiência ou pelo envolvimento emocional, eu não tenha notado tantos deslizes na direção.. apesar do ritmo um pouco truncado talvez, então pra mim é sim, um grande filme, por tudo que nos provoca.

    Acabei por me lembrar de outro filme que trata de um assunto igualmente polêmico, com o Al pacino - Você não conhece Jack. Mais uma figura real na luta pelo direito do ser humano.

    ResponderExcluir
  2. Grasi, valeu pela dica. Tá anotado aqui. O filme é muito bom, sem dúvida. E a revelação acaba causando um choque tão grande, que um ou outro detalhe não faz a menor diferença. Obrigada pela visita e por comentar, volte sempre!

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...