domingo, 25 de novembro de 2012

Homem de Ferro (2008)




Título Original: Iron Man
Ano: 2008
Direção: Jon Favreau
Roteiro:
Elenco: Robert Downey Jr, Gwyneth Paltrow , Terrence Howard , Jeff Bridges, Shaun Toub, Clark Gregg, Stan Lee, Paul Bettany (voz).
Sinopse: Tony Stark (Robert Downey Jr.) é um industrial bilionário, que também é um brilhante inventor. Ao ser sequestrado ele é obrigado por terroristas a construir uma arma devastadora mas, ao invés disto, constrói uma armadura de alta tecnologia que permite que fuja de seu cativeiro. A partir de então ele passa a usá-la para combater o crime, sob o alter-ego do Homem de Ferro.

Por Lady Rá

Quando anunciaram que Robert Downey Jr (aquele deus) faria o Homem de Ferro nos cinemas, lembro de gente torcendo o nariz, mas teve muita gente que botou fé, afinal, muito antes dele ser o Tony Stark, Robert já havia dado provas de seu talento. Porém teve alguns problemas na vida pessoal, que não cabe comentar aqui, que acabaram atrapalhando sua carreira. Depois de superados esses problemas, por volta de 2004/2005, o ator aos poucos foi retomando a boa forma até estourar como Homem de Ferro em 2008. E agora ele é um dos atores mais valiosos de Hollywood, merecidamente, pois além de carisma e beleza, ele tem o essencial: talento.


Dito isso, vamos ao que interessa, o filme Homem de Ferro. Já comentei aqui, mas sempre é bom lembrar, eu não leio, nunca li e não pretendo ler nenhuma das histórias em quadrinhos da Marvel ou DC. Não que eu tenha algo contra, de forma alguma apenas não me interesso, mas por outro lado, eu adoro filmes de super-heróis e alguns desenhos animados. Na época do lançamento, não só o fato de ser um filme de herói, mas a história dele, me chamou bastante atenção. Um gênio bilionário da indústria de armamento é sequestrado por terroristas e obrigado a criar uma arma de destruição em massa. Em vez de ceder às exigências dos sequestradores, ele acaba criando uma armadura de ferro para fugir do cativeiro. A partir daí ele passa a combater o mal que ele mesmo ajudou a criar. Essa é, sem dúvida, uma premissa muito interessante, até mesmo para quem não se interessa por histórias de super-heróis.

Homem de Ferro se aproxima bastante da nossa realidade, o terrorismo está aí, sendo mostrado todos os dias nos telejornais. E aqueles que aparentemente o combatem são justamente aquele que contribuem para sua existência. Dessa forma, Homem de Ferro acaba sendo muito mais do que um filme de herói e nos traz reflexão.  Mas nem por isso abandona o bom entretenimento, sendo um filme de ritmo intenso, cheio de ação e humor, pitadinhas de romance e atos de heroísmo. Um filme para os mais variados tipos de público.

Com um roteiro que procura ser objetivo, sem deixar de desenvolver bem seus personagens centrais, Homem de Ferro já começa mostrando a que veio, com uma cena digna de filmes de guerra e apresentando a personalidade peculiar de seu protagonista. E com eficácia, desenvolve bem a transformação do Tony Stark em um homem consciente do monstro que criou e sua vontade de combatê-lo, sem deixar de lado seu egocentrismo. O diretor conduz o filme com competência e estilo, fazendo de Homem de Ferro um bom filme de ação com uma grande dose de realismo, sem abandonar a magia das histórias de heróis que combatem o mal e salva pessoas em perigo. Vale destacar também a ótima montagem e a trilha sonora constante nas cenas mais tensas do filme. Quando ao elenco não preciso dizer que Robert Downey Jr se encaixou nesse papel de tal forma que é impossível imaginar outro ator em seu lugar. Sem ele o filme perderia metade de seu brilho, talvez mais. Também é eficiente o elenco de apoio que é formado por Terrence Howard, Jeff Bridges e Gwyneth Paltrow. Dessa última não sou grande fã, mas reconheço que Paltrow está interessante e carismática no filme.

Porém, se há uma ressalva é quanto ao terceiro ato, quando Tony Stark confronta o grande vilão. As sequências não empolgam tanto quanto a fuga da caverna ou as primeiras experiências de Tony com a segunda armadura. Os diálogos do vilão no final são típicos de vilão unidimensional, um certo desperdício para um ator como Jeff Bridges, mas isso jamais prejudica o resultado final.

Homem de Ferro foi o primeiro filho concebido por um projeto ambicioso da Marvel Studios que resultou em Os vingadores, mas que funciona muito bem dentro ou fora deste universo. Sem dúvida, o melhor filme solo da Fase 1 da Marvel e entretenimento de primeira linha.

Cotação:  4/5

Depois de ver esse filme na época de seu lançament, Lady Rá só pensava em uma coisa: quero um Tony Stark na minha vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...