segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Recadinho do Além Túmulo - O Luxo e o Lixo do ano



Por Lady Rá

Fim de ano tem dessas coisas de fazer retrospectivas, avaliar tudo que teve de bom e de ruim... E aqui no blog não é diferente. Bom, neste ano não vi todos os filmes que queria ver, muitos lançamentos estão anotados na minha quilométrica lista de filmes para ver antes de morrer.  Enfim, queria ter visto mais filmes e ter mais opções para comntar aqui, mas não deu. A vida em off anda muito complicada, rs.  Mas fiz um balanço dos filmes bons e ruins que eu vi (lançados no BRASIL em 2012). Felizmente, vi mais filmes bons, porque eu sou mais cuidadosa que a Tia Rá, não saio por aí vendo qualquer porcaria não. Eu sou chique, bem! Enfim,  a lista abaixo segue o único critério: meu gosto pessoal. Claro que muitos vão concordar e muitos vão discordar. E viva a democracia, né?!


OS FILMES




Melhor do ano: O hobbit – Uma Jornada Inesperada

Não tem jeito, gente! Opinião é opinião. E o bacana desse blog aqui é que estamos todos do mesmo lado, somos todos fãs e público e, embora nós gostemos de pagar de críticos, a verdade é que somos fãs de cinema e gostar ou não de um filme aqui faz toda a diferença. E eu gostei de O hobbit, eu realmente amei. Foi a coisa mais linda e fantástica que vi esse ano. Era tudo que eu esperava e mais um pouco. Peter Jackson realmente tem a manha de dar vida às criaturas imaginadas por Tolkien. E mal posso esperar para ver as continuações. Quero ver Beorn, as aranhas gigantes, Bilbo trollando Smaug, e a épica Batalha dos Cinco Exércitos. Thank you so much, Peter Jackson.


Boa surpresa do ano: Os vingadores

Gente, eu adoro super-heróis no cinema, mas confesso que não esperava nada de Os vingadores. Fui vê-lo no cinema apenas por passatempo. E adorei o que vi, me surpreendi de verdade. O filme cumpre bem o que promete, entrega diversão de qualidade. Joss Whedon soube brincar com o absurdo da situação e o seu maior mérito foi não levar o filme a sério demais. Os vingadores faz o que um filme de super-heróis coloridos deve fazer: divertir.

Menções honrosas:

O artista: Uma delícia
As aventuras de Pi: Um espetáculo criativo de Ang Lee
Gonzaga - De pai pra filho: Emoção a flor da pele
Drive  Tenso no melhor sentido

Deu pro gasto:

Branca de Neve e o Caçador: Agüentar Kristen Stweart com a mesma cara de sonsa de sempre e o Chris Hemsworth achando que o machado do caçador é o martelo do Thor é dose. Sem mencionar aquele príncipe de quinta categoria. Mas a produção é bem cuidada, a releitura da história clássica foi divertida e Charlize Theron fez tudo valer a pena.

Sombras da Noite: Não é a redenção de Tim Burton, muita gente odiou, mas eu me diverti pacas!

360: Fernando Meirelles já foi mais feliz no cinema, e o povo sempre espera muito de um grande diretor. O filme é mediano, mas tem um charme.

Jogos Vorazes: Um filme problemático em alguns pontos, um tanto cansativo a meu ver, mas tem alguns méritos. E Jennifer Lawrence segura o filme e preenche a tela. Vale como passatempo.

Os descendentes: Perderia a maior parte de sua eficácia sem a presença de George Clooney, que carregou o filme nas costas. Mas não posso deixar de  citar a ótima revelação Shailene Woodley, que será a Mary Jane no próximo filme do Homem Aranha. Espero que ela mantenha o nível. No mais, é um drama bonito sobre família.

A invenção de Hugo Cabret: Uma bela homenagem ao cinema,  é visualmente lindo e muito bem dirigido. Mas não "me pegou emocionalmente". Só entrei na viagem no terceiro ato.


Decepção do ano: Batman – O cavaleiro das trevas ressurge.

Sorry, não me xinguem, não me joguem na fogueira. Aliás, xinguem se quiserem. Como diria Nara Leão: “podem me prender, podem me bater, podem até me deixar sem comer, que eu não mudo de opinião.” Pois bem, eu e a torcida do flamengo esperávamos muito desse filme. Afinal, deus Nolan fez Batman Begins e O cavaleiro das trevas, só por isso! Precisa de mais referências? Não né? Aí, nosso Midas só que não entrega um O cavaleiro das trevas ressurge cheio de problemas, com personagens importantes mal desenvolvidos. Tadinha da Marion Cotillard, gentem! Ok, como um bom filme de ação pra passar o tempo, o Ressurge é ótimo, como capítulo final de uma grande saga, ficou a desejar.


Chuta que é macumba:

A Dama de Ferro: Só vale pela Meryl Streep, o filme é uma bagunça horrorosa.

O Espetacular Homem Aranha: Espetacular não sei onde. Não diverte (o humor é forçado), não comove, só serve pra uma esquecível Sessão da Tarde. E agüentar Andrew Garfield fazendo beicinho pra sensualizar com a Ema Stone não dá.

Paraísos Artificiais: É muita fotografia, montagem, beleza e pouco roteiro, né produção? Quando as cenas de nudez de uma atriz vira o centro das atenções em um filme, você sabe que há algo muito errado nele.

Procura-se um Amigo Para o Fim do Mundo: É mais um daqueles casos de ótimas ideias desperdiçados em um filme mal conduzido. Uma pena.


Atores e atrizes




Melhor atuação masculina: Jean Dujardin (O Artista)
Menções honrosas: George Clooney (Os descendentes), Ryan Gosling (Drive), Mark Ruffalo e Robert Downey Jr (Os vingadores), Ben Kingsley (A invenção de Hugo Cabret), Suraj Sharma (As aventuras de Pi), Christian Bale (Batman – O cavaleiro das trevas ressurge), Martin Freeman e Andy Serkis (O hobbit)

Pior atuação masculina: O príncipe (Branca de Neve e o Caçador),
Menções vergonhosas: Chris Hemsworth (Branca de Neve e o Caçador), Andrew Garfield ( O espetacular Homem Aranha),



Melhor atuação feminina: Meryl Streep (A dama de Ferro)
Menções honrosas: Charlize Theron (Branca de Neve e o Caçador),  Shailene Woodley (Os descendentes),  Bérénice Bejo (O Artista), Jennifer Lawrence ( Jogos Vorazes)

Pior atuação feminina: Kristen Stewart (Branca de Neve e o Caçador)
Menções vergonhosas: Colbie Smulders (Os vingadores), Marion Cotillard (Batman – O cavaleiro das trevas ressurge)

Direção

Melhor direção: Ang Lee (As aventuras de Pi)
Menções honrosas: Peter Jackson (O hobbit), Martin Scorcese (As aventuras de Hugo Cabret), Nicolas Winding Refn (Drive)

Pior direção: Phyllida Lloyd (A Dama de Ferro)

CENAS MARCANTES (OU NÃO)

Melhores cenas:


O hobbit - Uma jornada inesperada: Encontro entre Bilbo e Gollum na caverna/O voo das águias
As aventuras de Pi: A cena do naufrágio, a cena da baleia e da ilha flutuante.
Os vingadores: Conversa entre Bruce e Tony no laboratório/Plano sequência na batalha final em Nova York em que mostra todos os heróis usando suas habilidades.
Batman - O cavaleiro das trevas ressurge: A cena em que Bruce consegue sair do poço
Drive: A cena do elevador
Paraísos Artificiais: A cena da primeira rave na praia.

Piores cenas:

Batman: A morte da Talia, pfff
Paraísos Artificiais: a sequência final é toda tosca e previsível.
O Hobbit: O mago castanho ressucitando um ouriço, não precisava, mesmo assim o filme é foda!
Branca de Neve e o caçador: Branca de Neve fazendo discurso épico/ A cena da mordida da maçã graças a atuação pífia da protagonista.

Enfim, esse foi um resumo básico dos filmes que mais e menos me agradaram. Espero ter um repertório maior em 2013. E lembrando que, é minha opinião pessoal, ninguém precisa concordar e eu sei que tem muita coisa aí que muitas pessoas vão discordar, mas vivemos numa país livre. 

Beijos da Lady Rá

Feliz Ano Novo!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...