domingo, 6 de janeiro de 2013

Pra virar filme... Ou não! - Introdução, com Jason

INTRODUÇÃO
Por Jason





O exercício de imaginar o futuro é capaz de divertir, entreter e, claro, de nos levar a reflexão. O que veremos aqui é o resultado deste exercício: uma série de ficção que imagina um futuro bizarro e pessimista para a humanidade. A trama acompanha três grandes momentos: o período anterior aos horrores da mais violenta de todas as guerras, aquela que poderá causar a extinção do homem; o presente e o posterior, bem como suas causas e consequências.

A série nasceu de um trabalho de mais ou menos 1.000 páginas, desenvolvido e adiado durante anos. A trama foi semeada em um trabalho de literatura de colégio, o qual consistia em imaginar como seria o futuro do homem — o que nós, os alunos, esperávamos para a humanidade, como o homem viveria, as mudanças no modo de viver na sociedade —, e fazer um esboço, um retrato, de como seria viver nesta época. 

Eu procurei desde sempre encontrar um tom sombrio para a narrativa, evidenciando o bizarro, insano, e o doentio desse período fictício do homem que, acredito, seja difícil de acontecer — mas não impossível. E é nesta evidência que reside o melhor da série. Ela não deve ser vista como um apanhado de livros, uma saga, mas uma “coleção” de ideias sobre o futuro.

Nos textos, o leitor poderá notar que há reflexos de diversos gêneros de ficção, ramo da literatura e do cinema que sempre me fascinou e do qual eu sou fã. Ecos de ficção apocalíptica e pós-apocalíptica, social, robótica se misturam, razão pela qual até para mim é difícil classificar o livro em apenas um subgênero. Ficções de tons pessimistas, aliás, sempre me despertaram mais atenção e me incentivaram a uma análise mais profunda da obra, seja no cinema ou nos livros. 

Cada volume da série conta com personagens diferentes, em períodos do futuro e lugares diferentes, em tramas que são independentes entre si — mas que se interligam, seja pelo mesmo cenário, seja por acontecimentos —, e acabam, dessa forma, se complementando. Resumindo: são tramas que funcionam sozinhas, que possuem um início, meio e fim, mas que enriquecem ao se juntar todas as partes. 

Este é o volume que encerra a série. Trago um apanhado de histórias sobre personagens que vivem os dias deste futuro sombrio. Todas elas foram subtraídas dos originais, para “enxugá-los”, e condensadas na forma de contos. 

Na primeira parte, uma prostituta obesa, Lila, capturada por uma bela delegada, relata como é trabalhar e viver no submundo do futuro, onde só as mulheres anoréxicas, dentro do padrão de beleza vigente, trabalham. Nesse futuro pessimista, as pessoas obesas precisam pagar pela ocupação de espaço, ou são condenadas a execução.

Uma ficção chocante e assustadora sobre o futuro da humanidade que você poderá acompanhar aqui no blog, a partir de amanhã, com a primeira parte na forma de uma minissérie em três capítulos. 

Abraços e até mais!

Jason


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...