segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Resident Evil Recomeço - 2010 (Resident Evil Afterlife 2010)

Apertem os cintos, o roteiro sumiu!

Título Original: Resident Evil Afterlife
Ano de lançamento: 2010
Direção: Paul W. S. Anderson
Roteiro: Paul W. S. Anderson
Elenco: Milla Jovovich, Shaw Roberts, Sienna Guillory, Ali Later
Sinopse: Em um mundo devastado por uma infecção viral, em que as vítimas tornaram-se mortos-vivos, Alice continua sua batalha mortal contra a Corporação Umbrella. Ela invade a base subterrânea em Tóquio, comandada pelo impiedoso Albert Wesker, e, usando seus poderes, consegue destruí-la, mas recebe uma injeção que a faz com que volte à condição de humana. Buscando por sobreviventes ela reencontra uma antiga amiga que sofre de amnésia e ao sobrevoar o Alasca, ela encontra um grupo de sobreviventes cercados por uma multidão de zumbis. O grupo esperava que ela fosse uma enviada da "Arcádia", lugar seguro da qual ouviram falar em transmissões radiofônicas. Alice quer saber se o lugar existe mesmo ou é uma armadilha, mas para chegar lá deverá escapar dos zumbis e enfrentar a traição de um dos membros do grupo.


Por Tia Rá

Há algo de errado no Recomeço da série Resident Evil com esse filme Resident Evil Recomeço, com o perdão do trocadilho infame hahaha.

Ok, parei. Povo pede pra tia trolar, né gente? A-f-e!

Camomilla Xoxavixe correndo pra
derrubar o barro, todos chora....
Enfim, voltando ao batentchy. Durante os quase vinte minutos iniciais vemos uma infecção começar em Tóquio, avançar para uma invasão de clones da parapsicóloga ninja vidente mutante Trinity XMEN Alice numa base subterrânea da Umbrella e assistimos a um acidente de um veiculo aéreo em que a ninja super humana heroína Alice escapa. Há pelo menos uma série de aberrações nesse começo de filme que só uma criança de oito anos não notará. 

Primeiro, o fato de que Alice sobrevive a queda do veículo, que soletre comigo produção E-X-P-L-O-D-E ao se chocar com uma montanha - mesmo tendo injetado em seu lindo corpo, pelo vilão loiro gatão tirado a galã Shawn Roberts em forma de porta, uma substância que aniquila o T Virus de seu corpo e devolve sua "humanidade". Ou seja, tia Alice deveria ser vaporizada na hora da pancada, né gente? Mas a gente releva. Só que... NÃO! Porque, segundo, não dá para fingir que não notamos que o T Virus tem a forma de, olha só, um "T" (OI PAUL? WTF?), desenhado em uma animação vagabunda de quinta categoria feita pela equipe de efeitos da Rede Recópia. Terceiro: é de doer a barulheira absurda da trilha sonora, que não consegue criar tensão nem empolgar, com um festival de sons gritando nos meus lindos ouvidos e querendo estourar os meus tímpanos. Porque, na cabeça de Paul W S Anderson, isso é "maneiro"? Ele não tem ouvidos? Não tem tímpanos? Comofas pra ele ouvir? Será que ele acha que aquilo lá é trilha sonora? COMOLIDAR COM ESSA BAGAÇA? Sexta, no Globo Repórter. 

Comofas se eu quiser ir no banheiro
com essa roupa apertada, produção?
Quarto: ninguém avisou para tchio Paul que câmera lenta e filmagem estilo Matrix não funcionam mais desde... Matrix RISOS. Paul adquiriu a mania de Michael Bay de fazer um filme inteiro com câmera lenta - e emular Bay não é ruim, é um desastre. Quinto, e não menos importantchy, gatos e gatas de meu Brasil: quando a porcaria da sequência inicial acabar, se pergunte: no que ela acrescentou a trama???? OIIIIII PAULLLL?

Depois dessa aberração inicial, somos levados por Alice a um local onde ela encontrará a inútil Claire Redfield, que adora fazer pose de fodona, e agora tá sendo comandada por uma aranha bizarra colada nos peito. As duas, claro, brigam, e Alice arranca a aranha. Claire, óbvio, faz a desmemoriada, mas só um pouco (ao menos nesse filme há essa linha "dramática", uma vez que no filme seguinte, quando a personagem Jill Valentine também é parasitada pela aranha safada que adora um peitinho, nem isso faz). Alice, ninja como é, vai pousar avião em topo de prédio, encontrará uns refugiados da praga zumbi e viverá altas aventuras #sessaodatarde lutando contra os mortos vivos.

Espera Milla que eu vou
pular contigo amiga, tamo junta
... 
Eu só tenho a dizer de bom que a direção de arte e os figurinos, mais uma vez, se defendem da direção assassina vagabunda porcalhona de Paul W S Anderson - mas é o seu roteiro o ponto mais negativo dessa aberração (sim, é pior que a direção). O objetivo de todos os personagens, reparem, é chegar em um navio, o Arcádia, que teoricamente recolhe os sobreviventes da praga. A ideia, como visto, é interessante. O arcádia funcionaria como uma arca (OIIIII), um veiculo de esperança e segurança para aqueles que vivem fugindo dos zumbis (não perguntem como eles viveriam ali nem como arranjariam comida, se precisariam ancorar em terra firme pra isso, enfim, tia Rá tá com a bola de cristal quebrada...). Mas Paul joga uma pá de cal naquilo que criou: Milla, carregada com 51257516544 armas das mais variadas é inacreditável que ela consiga carregar tudo de uma unica vez sem perder mobilidade é uma profusão de frases feitas bizarras e capacidades absurdas. 

A mulher, mesmo sem os seus poderes, voa, salta, anda pelas paredes, pula, cacareja, luta, faz a Daiane dos Santos, nunca se cansa, nunca sofre um arranhão, toma uma martelada gigante, se arrebenta nas paredes, tudo, claro, em câmera lenta, porque Paul Anderson entende que é um diretor fodão por fazer slow motion, olha que tudo gente?! SOQUENÃO. E o que é melhor: sem borrar o make Revlon e bagunçar o impecável cabelo Loreal, né gente? Porque não dá para ser uma heroína descabelada que o povo num gosta. 

Tô gatan com essas lentes de contato
de Drag, num tô? riariaria
A cara que Milla faz quando está com o personagem Chris tentando chegar ao depósito de armas e são atacados por zumbis é bizarra - e ela inacreditavelmente espera o homi atirar e ver alguns zumbis serem derrotados para correr minutos depois (sádica a moça, néam...). E o que dizer do personagem vira casaca que, no meio da trama, do nada, resolve fugir usando o avião da heroína e se alia ao vilão lá do começo? Comolidar com este vilão com pose de galã e pernas gostosas que quer comer CamoMilla Xoxavixe literalmente, chupar todo o seu blood e lutar como Neo de Matrix, desviando das balas, meu povo??? Não me pergunte como os personagens Claire e Chris entraram no cenário final do vilão se as portas de acesso estavam fechadas (isso nem a tia aqui nem o tio Paul sabe). R-i-d-i-c-u-l-o!

O filme traz consigo efeitos especiais ordinários, mas isso seria até perdoável em uma produção barata, não fosse as atuações que encantam pela mediocridade e personagens descartáveis - o Chris, que entra no filme em mais da metade da duração, faz aquele drama porco de irmão da desmemoriada, e depois sai sem acrescentar absolutamente NADA. Pior: nada é tão momento "OI" no filme quando o monstrengo que aparece com um machado gigante, vem do nada, ataca aqui e acolá e Alice acha que pode derrubá-lo com um chute - você não leu errado, um CHUTE (!) e o monstro simplesmente morre... com um tiro. Desculpa para colocar personagem dos games, né, tchio Paul. Você finge que ficou foda e eu finjo que gostei, pode ser? 

Para coroar os momentos Blade o caçador de vampiros, temos zumbis cuspidores de tentáculos (outra coisa que tchio tirou dos games). É ou não um deleite de qualquer apreciador de filme trash, minha gente?! Há, ao menos, uma certeza nisso tudo: Paul W S Anderson continua maravilhosamente bem em sua sina de destruir uma franquia que poderia render algo muito interessante mas, de tão esfolada, virou isso daí. Uma montanha de lixo.

Cotação: 0/5

Paul, só tenho uma coisa pra te dizer, gaton...


Juro por Nossa Sinhora dos Zumbis de George Romero que se Camomilla aparecer de nuevo falando MOVE! num filme de morto vivo, eu acabo com ela! Tia Rá não é OBRIGADA a ver essa LÁSTIMA! LEEESSSHOOOO!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...