domingo, 24 de fevereiro de 2013

Do além - A indicação ao Oscar de Anne Hathaway


Annal Retaway, nossa musa do dia

Por Tia Rá

Vamos as baboseiras, gente? Uóscar chegando neste domingo, todas chora emocionadas com aqueles vestidos que nunca usaremos porque samos probes, né amigas? E os bofes que não teremos, e o dinheiro que não conseguiremos juntar em nossas vidas, com muito luxo, glamour, muita tensão, muita frustração e muita xoxação, é claro, pra você que não tem TNT em casa nem net superpoderosa e tem que acompanhar por canal aberto! SOFRI! LOL

Como já visto no post anterior em homenagem a maravilhuósa Xessica Xatissima, indicada ao Uóscar 2013 por sua excelente performance de cruzar os braços em A horta mais escura, estamos homenageando sóquenão nossas musas indicadas ao prêmio deste ano - e não poderíamos deixar de prestar nossa homenagem a essa diva absoluta que, depois de muitos anos se oferecendo para um Uoscar, agora parece ter mesmo a chance de levar pra casa o cobiçado troféu pela sua autobiografia Os miserentos: Annal Retaway.

Annal e esses olhares
zenzuais dela...!
No filme, Annal interpreta uma tuberculosa prostituta cantora chamada Susan Bolha RISOS, canta "I dreamed a dream" como se estivesse rinchando que nem uma égua parindo e arraZZZZZZZZZZZZZZZZZZZzzzzzza ROINC sensualizando com os piolhos e pulgas enquanto se esfrega nas parede. Annal tem muitos fãs xiitas, daqueles que não suportam a ideia de chamarem a pobre coitada com cara de dálmata de SUPERESTIMADA, mas a gente compreende, né produção? 

COMOLIDAR com a carreira in-relevantchy de Annal? Annal teve papel de destaque ao mostrar os peitchinhos caídos em O segredo de Bareback Mountain. Serviu de bagaço de laranja em O diabo veste pra dar, onde foi humilhada, mastigada, pisada, consumida, vomitada e depois regurgitada pela diva das divas absolutas, a lenda, o mito, Meryl Streep. Fez uma coisa ali e aqui pra pagar as contas - vida de atriz não é faceeeoooo e conseguiu indicação ao Uóscar no irrelevante O parto de Raquel, filme que realmente é um parto e que ninguém viu nem quis ver. 

Tá gatan, tá diva, nós te amamos!
SOQUENAO
Mas Annal é das minhas, é brasileira e não desiste nunca. Ao chegar no Brasil, subiu favela querendo ser "gente como a gente" pra divulgar o desenho Risos pedindo votos e fazendo política de boa vizinhança para conseguir uma vaga na cobiçada Academy Awards de Hollywood. E, por fim, conseguiu seu auge, fama e poder, ao interpretar a Mulher Rato, cujo nariz era tão grande que não cabia na mascara em "Batman O cavaleiro do brega ressurge" (um minuto de silêncio em nome das noletes, vitimadas pelo Oscar mais troll de todos os tempos, que não indicou o filme a nenhuma categoria RISOS DIABÓLICOS). No papel totalmente esquecível - alguém se lembra, gente? - Rataway acabou com o icônico personagem, posando de fodona, lendo o roteiro no automático e zenzualizando com aquela buzanfa seca em cima de uma moto. TEM COMO NÃO AMAR ESTA MULHER?

Agora, a nossa queridinha das Américas, com esses olhos de boi penetrantchys de tão zenzualizadores, tem essa chance milagrosa de sair do limbo do qual estava destinada a ficar anos atrás, como uma atriz de segundo escalão ou de filmes disney inúteis que não divertem nem crianças. Desta vez, Annal está preparada para ganhar a tão preciosa estatueta e, quem sabe, sumirá de vez das nossas vidas, né estranha? 

Tia Rá está TORCENDO por isso! VAI QUE É TUA AMIGA!!! HAHAHAHAHHAHAHA



PS: Estaremos na nossa página do Facebook mais tarde, comentando ao vivo o uóscar - mas se tiver muito chato essa porcaria, a gente vai dormir antes do final, ok, produção? Não sou obrigada. Bjs

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...