segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Paranorman - 2012 (Paranorman - 2012)



Título Original: Paranorman
Ano de lançamento: 2012
Direção: Chris Butler, Sam Fell
Roteiro: Chris Butler
Elenco: Casey Affleck, Tempestt Bledsoe, Jeff Garlin,John Goodman, Bernard Hill, Anna Kendrick, Leslie Mann, Christopher Mintz-Plasse, Kodi Smit-McPhee, Jodelle Ferland, Elaine Stritch, e Tucker Albrizzi. 
Sinopse: Em 'ParaNorman', o menino de 11 anos Norman Babcock passa a maior parte dos seus dias apreciando detalhes de filmes de terror e estudando crenças sobre fantasmas. De fato, Norman tem a habilidade de ver e falar com os mortos, como a sua amada avó. No colégio, Norman se esquiva do bullying de Alvin, troca confidências com o impressionável Neil e tenta não prestar muita atenção em sua professora petulante, a senhora Henscher. Norman é contatado inesperadamente por seu estranho tio Prenderghast, que o derruba com a revelação de que a praga de séculos de uma bruxa é verdadeira e está prestes a se tornar realidade e que apenas Norman é capaz de impedir que isso possa atingir o povo da cidade.

Por Jason

No simples e criativo Paranorman, feito em animação Stop Motion pelos mesmos criadores de Coraline e o Mundo Secreto (2009), somos apresentados a Norman, um garoto vítima de bullyng na escola por ser capaz de falar com gente morta. Assim como ele, Neil também é vítima dos malvados Alvin e seu grupo da escola por ser gordo. O pai não compreende Norman, que não é tratado como uma criança normal. Distante de tudo, Norman e o amigo gordinho acabarão juntos quando o tio de Norman, Prenderghast, vai para o além e o revela que a praga de séculos de uma bruxa é verdadeira e está prestes a se tornar realidade. Nesse contexto, apenas Norman será capaz de impedir que isso possa atingir o povo da cidade. 

Juntarão-se a Norman por acaso na aventura, o amigo gordinho e seu irmão lerdo marombado, a irmã fútil de Norman e o malvado colega de escola Alvin, na tentativa de dar um fim na maldição. Para isso, Norman precisa ler um livro onde a bruxa foi enterrada. O problema é que, além dos zumbis que se levantarão para aterrorizar a cidade, há também a população apavorada que vai querer mandar os zumbis de volta para a tumba e quem protegê-los para o além. 

Paranorman tem momentos de pura bizarrice, como quando os personagens dão carona para o morto vivo para encontrar a cova da bruxa ou quando o tio morto cai sobre o menino, com direito a um festival de nojeiras. Tem momentos de puro delírio visual, como quando a bruxa revela seus poderes e transporta Norman para uma floresta para que se lembre dos momentos felizes que teve antes de ser morta. Mas, acima de tudo, escorrega nas piadas (são poucos os momentos em que realmente diverte), embora seja uma animação criativa, de ritmo bom e personagens interessantes e bem desenvolvidos. O que funciona poderosamente, e que permite que a animação não cause tédio, contudo, é sua metáfora. 

Condenada injustamente, a bruxa é na verdade, uma clara metáfora sobre uma pessoa diferente da maioria e que foi condenada injustamente pela sociedade por não estar dentro dos "padrões" por ela moldados - assim como Norman é vítima de bullyng na escola. A diferença, como sugere Norman, é a maneira como a vítima consegue lidar com a situação. Para os adultos e crianças, funciona como um claro aviso de que os tempos mudaram, mas a sociedade ainda mantém certos conceitos arcaicos ultrapassados. Para os pequenos particularmente, Paranorman é assim uma pequena mas eficiente metáfora sobre uma minoria - e traz lições de moral, como as de aceitar o próximo como ele é, com todas as suas qualidades e defeitos.

Cotação: 3/5

É bonito, criativo, dá para passar o tempo, mas diverte pouco.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...