quarta-feira, 6 de março de 2013

Amanhecer Violento - 2012 (Red Dawn, 2012)




Título Original: Red Dawn
Ano de lançamento: 2012
Direção: Dan Bradley
Roteiro: Carl Ellsworth, Jeremy Passmore, John Milius, Kevin Reynolds 
Elenco: Chris Hemsworth, Jeffrey Dean Morgan, Josh Peck, Josh Hutcherson
Sinose: Uma invasão de soldados coreanos toma conta de uma cidade. À mediada que ela é invadida pelas forças militares, 8 jovens escapam para as montanhas. Adotando o nome da sua equipe de futebol, os Wolverines, eles formam uma guerrilha armada em defesa dos seus pais, amigos e do próprio país.

Por Tia Rá

Cinco minutos de filme para desenvolver personagens, porque ninguém é importante nessa porcaria mesmo. Com mais dez, um dos pais dos meninos já morre, uma choradeira aqui e ali, pronto, cabou-se o drama, porque ninguém se importa mesmo né, gente? Seguindo a escola de Michael Bay para filmar, tome perseguição de carro, tiro, explosões, coisa básica já com dez minutos de filme. 

Rapidamente, os meninos já aprenderam a usar armas e viraram ninjas. Na aberração do script, temos uma cena que representa toda a porcaria que é esse Apodrecer Xexelento: os guris fazem uma emboscada pros coreanos e chacinam os soldados com tanta barulheira de tiro, mas, misteriosamente, NENHUM OUTRO HYUNDAI APARECE O_O Reparem que o líder do grupo, o Thor, avisa que eles tem apenas quarenta segundos para o lance. Mas, tipo, eles levam uma meia hora RISOS 

COMOLIDAR com os coreanos, todos burros, que são capazes de invadir uma cidade dentro dos EUA com um exército - mas incapazes de lidar com uns mininos que mereciam uns tapas bem dados? E a fraqueza do exército americano, que não chegou vaporizando logo aquele fim de mundo, gente? Mas tem coisa pior... o inimigo íntimo é um cara que rivaliza no jogo de futebol americano, foge com os mininus, mas de repente vira a casaca, SOME e VOLTA apenas para morrer. W-T-F??!!!

A tentativa frustrada de transformar em algo palatável para os aborrescentes, com referências até a games tipo Call of Duty, vai para o inferno. Tome romance adolescente bagaceiro, tome bombardeio quando o líder vai dar uma com a piriguetchy. Tome corre corre de novo. Nada funciona no filme. Não tem emoção, não tem drama, é um correria maluca que não empolga em nada. A trama é vagaboonda, digna de novela da Gloria Perez (só faltou a Jessica traficada, gentem). Os coadjuvantes vão ficando pelo caminho, mas quem se importa nessa merda toda? Uma hora e meia de puro horror trash de primeira classe. E o elenco, O QUE DIZER MEU PAI? 

Jeffrey Dean Morgan chega faltando meia hora pra o final e... NAO ACRESCENTA NADA em termos de atuação, ou destaque, ou qualquer porcaria. A cara do Josh Hutcherson fazendo a bee nojenta é impagável. Minino corre e fala com um pênis de 20 cm imaginário na boca, comolidar? O Thor é tão bom ator que ficaria lindo num porn gay dando aquela buzanfa branca e fazendo aquela cara de esquilo com diarreia que ele faz quando sofre, porque ninguém nessa Terra merece, viu? hahahaha

Mas nada - EU DISSE NADA - se compara a Josh Peck, uma vergonha alheia que protagoniza um dos peores momentos da trama, quando vai salvar a namoradinha prisioneira e resolve fazer a Sandra Bullock e dirigir um ônibus desgovernado. Jamaish vi algo tão precário e brega em toda a minha vida. 

Cotação: 0/5

Alguém me salva e me dá um Omeprazol? Vou vomitar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...