segunda-feira, 8 de abril de 2013

Top 10 - Dos games para as telonas... já! - Parte 2




Por Jason

Como eu prometi anteriormente, segue a segunda parte com mais uma lista de sugestões para que Hollywood produza filmes baseados em jogos de vídeo game e que, ao menos na nossa humilde opinião, poderia render filmes de grande qualidade nas mãos de pessoas experientes e hábeis. 

Para que isso fosse possível, o cinema precisaria enxergar primeiro os jogos de vídeo game não como meros artigos de diversão apenas, mas como possíveis materiais que podem injetar inventividade e criatividade em Hollywood, baseado em títulos conhecidos do público ou não - uma vez que tudo o que é lançado ultimamente nos cinemas saído de lá cheira a reciclagem. Não se trata de fazer conversões desastrosas como os dois filmes da série de games Street Fighter porque precisamos ser razoáveis - há tramas nos jogos que funcionariam bem nas telonas e outras que não merecem nem sugestão. 

A ideia do Top não é dizer o que é melhor ou o que é ruim, mas sim trazer temas, ideias de jogos, que poderiam ser convertidos em grandes produções cinematográficas, com os respectivos resumos dos mesmos. E você, tem alguma sugestão também? Entende do assunto? Não entende? Não tem importância, mas se tiver alguma ideia, basta sugerir nos comentários e vamos comentar!


  • Metroid - A história do primeiro Metroid se passa no planeta Zebes, onde a heroína Samus Aran e sua armadura High Tech - uma mistura de Ellen Ripley e Homem de Ferro - tenta recuperar os Metroids, que foram roubadas pelos Piratas do Espaço, os quais planejam replicar os Metroids e usá-los como armas biológicas. O sucesso veio mesmo com o terceiro episódio, Metroid 3 (ou Super Metroid) com ambientes maiores e mais complexos, coloridos e inovações para a época. Na última década, Samus ganhou a tecnologia dos consoles em 3D e virou sucesso novamente, com uma mudança no estilo de jogo e ambientes climáticos, que envolvem florestas, ruínas de civilizações, túneis de magma, vales cobertos de gelo e minas - em uma nova trilogia em que luta contra os piratas espaciais numa guerra envolvendo uma substância radioativa e um clone seu. A série tem milhões de fãs espalhados pelo mundo e potencial para virar uma franquia de ficção das melhores. ALÔ, HOLLYWOOD!

  • Dante's Inferno - Baseado no esquema da obra de Dante Alighieri, o jogo mostra o personagem Dante, que, durante o movimento das Cruzadas, dizima um sem número de gente em nome de Deus e é assassinado. Ele embarca numa viagem pelo inferno em busca de sua amada Beatrice, após descobrir que ela está morta e sua alma foi levada por Satanás para lá. Nessa jornada, Dante percebe que sua amada está sendo consumida pelo inferno, se transformando em demônio, e enfrenta criaturas voadoras, monstros com tentáculos,  serpentes, vermes, a própria Morte, suicidas, almas de crianças assassinas, e toda a horda de demônios possíveis em todos os círculos (com a foice tirada da Morte), em cenários bizarros e macabrosÀ medida que avança, mais sobre a vida de Dante é revelado, como a personalidade monstruosa de seu pai e o suicídio de sua mãe. O herói é atormentado por alucinações e paga todos os pecados de uma traição sua que resultou na morte de seu pai e de Beatrice comendo o pão que o próprio capeta nem quis amassar. Tudo por arrependimento. O jogo rendeu uma animação em 2D que dá uma ideia do que um filme live action poderia ser, com destaque para a concepção de arte e cenários e na temática de vingança, religião, amor e redenção dos pecados.

  • Colony Wars - O jogo nasceu como simulador de combate de naves espaciais, mas é a premissa dele que interessa. Na trama, a Terra inchou de gente a ponto de seus recursos naturais esgotarem paralelamente a uma massiva conquista espacial. Os seres humanos vivem mais, quase que na imortalidade, o que só ajudou a estourar os recursos do planeta. Ao explorar o universo, os seres humanos se reproduzem como uma verdadeira praga por todos eles, montando colonias massivas que são governadas pela própria Terra. Acontece que o regime instalado no planeta nesse futuro é o ditatorial e os seres humanos que nascem nesses planetas são escravizados, trabalhando para os líderes da Terra. Uma revolução então começa e a guerra tem início. Metáfora política, um filme poderia resultar em uma ficção misturando crítica social e Star Trek (ou Star Wars!). 

  • Wolfenstein: O jogo se passa na Europa ocupada pelos nazistas, em 1943. O protagonista B.J. Blazkowicz, soldado do exército dos Estados Unidos, e outro agente foram enviados para investigar um projeto de Heinrich Himmler, a Divisão Paranormal da SS. Porém os dois são capturados e presos no castelo Wolfenstein. O agente é morto durante um interrogatório por um torturador, mas Blazkowicz consegue matar o soldado guardando sua cela e prepara sua fuga. Após fugir, ele continua investigando a Divisão Paranormal, que envolve experimentos com biotecnologia, ressurreição de cadáveres e armas secretas. A mistura bizarra de nazistas e de ciência, com violência, um toque de paranormalidade e segunda guerra mundial só poderia resultar em um filme nos moldes dos absurdos proporcionados por um Tarantino, que tal?

  • Castlevania: A série é focada na guerra entre a família Belmont (lendário clã de caçadores) contra o Conde Drácula. A história base seria que a cada 100 anos Drácula ressuscitaria e um Belmont deveria derrotá-lo antes que dele cumprir sua vingança e dominar o mundo, porém com o passar do tempo (ou seja, a medida que os títulos foram sendo lançados) Drácula passou a ser ressuscitado por seus servos fora dos intervalos centenários. Além de Drácula, a série de inúmeros títulos traz para as telas de vídeo game morcegos assustadores, monstros como Frankenstein, múmias, a própria Morte, esqueletos gigantes, cães assassinos, espectros, dragões, serpentes, demônios e toda uma horda de aberrações para eriçar os cabelos. A adaptação estava cotada para acontecer pelas mãos do assassino da franquia Resident Evil nos cinemas, Paul W. S. Anderson, mas, glória a Deus, essa tentativa de apocalipse não ocorreu.

  • Bioshock: BioShock ocorre no ano de 1960, na cidade subaquática fictícia de Rapture. A cidade foi desenhada e construída durante a década de 40 por Andrew Ryan, um magnata de negócios com ideais  que afirmam que a realidade existe independentemente da consciência, que o ser humano tem contato direto com a realidade através dos sentidos e a razão é o único meio para perceber a realidade, a única fonte de conhecimento, o único guia de ação e o meio básico de sobrevivência. Andrew Ryan queria criar uma utopia para a elite da sociedade, de modo a florescer fora do controle governamental. O progresso científico aumentou consideravelmente, incluindo a descoberta do ADAM, um plasmídeo criado por lesmas marítimas que vivem no chão do oceano; ADAM permite aqueles que o usam alterar o seu DNA, dando-lhes poderes sobre-humanos como telecinesia e pirocinésia. Bioshock foi aclamado pela crítica, com seu visual elogiado, e quase foi adaptado para os cinemas, por Gore Verbinski, o mesmo de Piratas do Caribe, mas mudanças no roteiro, no orçamento e em ideias para a trama geraram conflitos que acabaram minando o projeto. De todo modo, Bioshock traz uma trama que envolve ética e moral e que mistura ficção de ares retrô com horror. 

  • Half Life: Você joga na pele de Gordon Freeman, um cientista com Ph.D em Física Teórica pelo MIT que trabalha no laboratório Black Mesa, localizado no Novo México - EUA. Lá são conduzidas pesquisas em diversas áreas da ciência. Gordon trabalha na área de pesquisas de materiais anômalos, e no início do jogo, é o responsável pela manipulação da amostra de um cristal desconhecido durante uma experiência. Assim que a análise começa, ocorrem várias explosões em diversas áreas do complexo Black Mesa, que matam muitos membros da equipe de funcionários e destroem vários equipamentos. Gordon é um sobrevivente. Além das explosões, portais de espaço-tempo se abrem trazendo seres de outra dimensão para os laboratórios, e esses começam também a matar todos que encontram pelo caminho. governo dos EUA manda seu exército para eliminar todas as evidências do acidente, ou seja: Gordon Freeman, outros sobreviventes, todas as testemunhas e aliens.

  • Shattered Horizon: Shattered Horizon ocorre por volta de 2049. O Homem está de volta à Lua e as empresas que o levaram lá estão colhendo lucros enormes. Sua ganância logo leva ao maior acidente da história, quando a exploração excessiva de uma técnica arriscada de mineração leva a uma catástrofe de escala sem precedentes. Uma explosão lança bilhões de toneladas de detritos rochosos no espaço próximo à Terra, e os fragmentos da Lua vão parar em torno dela na forma de um arco. Com a Terra cercada por destroços há pouca chance de resgate ou de retorno para os milhares de pessoas presas no espaço. Astronautas da Agência Espacial Internacional e cientistas presos na Estação Espacial Internacional atingidas têm a tarefa de apreender os responsáveis ​​pela catástrofe. Começa então um conflito armado em gravidade zero.

  • Doom: o título ganhou nos cinemas uma adaptação pavorosa, estrelada por The Rock e Karl Urban com ares de filme trash e trama ordinária, se tornando em um merecido fracasso de bilheterias e esmagado pelas críticas negativas. Doom tem um tema de ficção-e-horror, e um enredo bem simples, que só aparece no manual, e a história dentro do jogo em si é mostrada em mensagens entre os episódios. O jogador recebe o papel de um fuzileiro espacial que foi deportado para Marte por atirar num oficial superior quando este o ordenou a matar inocentes civis desarmados. Ele é forçado a trabalhar para a Union Aerospace Corporation (UAC), um complexo militar-industrial que está realizando experiências secretas em teleportação entre as luas de Marte, Phobos e Deimos. De súbito, algo dá errado - e criaturas aparentemente vindas do inferno começam a surgir. Não é filme simples e a ideia colocada no filme com o The Rock, dos monstros como resultado de experiências genéticas, foi mal executada e tosca de doer. 

  • Dead Island: O jogo se passa na ilha ficcional de Banoi, na Papua Nova Guiné, local que possui um grande resort tropical. O jogo começa na manhã após uma grande festa quando os 4 personagens principais são acordados com uma ressaca daquelas por uma voz no sistema de emergência que os ajuda a evacuar o hotel. Lá eles descobrem que a população da ilha foi infectada por um vírus que os transforma em zumbis. Após serem atacados pelos zumbis, eles são salvos pelo salva vidas local Sinamoi que acredita que os 4 são imunes ao vírus. Depois, os sobreviventes tem que fazer inúmeras tarefas para se manterem vivos enquanto esperam que o resgate os salvem daquela ilha. É a volta dos mortos vivos num paraíso tropical!

Voltamos em breve com mais uma lista de potenciais adaptações! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...