quarta-feira, 22 de maio de 2013

Trilha sonora - 2001 Uma odisseia no espaço




Por Jason

Stanley Kubrick tinha encomendado ao compositor Alex North, de Spartacus, a trilha sonora de 2001, mas acabou ignorando-a e a modificando completamente por não acreditar que o trabalho de North não atingiu as suas expectativas. Kubrick foi então buscar faixas já conhecidas para a trilha sonora de seu filme. O resultado dessa mudança é impressionante e o impacto completamente diferente - e Kubrick, cabeça dura como era, mais uma vez, estava certo. 

É só comparar a versão criada para a abertura do filme por North aqui com a faixa escolhida por Kubrick aqui para sentir a diferença.

Na trilha sonora, "Overture: Atmospheres", de György Sándor Ligeti, deve ter inspirado Jerry Goldsmith a compor o tema de abertura da trilha sonora de "Alien O oitavo passageiro", porque é vibrante e ao mesmo tempo sombrio, como uma faixa para filme de terror que traz traços de mistério. 

A melhor é, sem dúvidas, a maravilhosa "Also sprach Zarathustra", de Richard Strauss, que está ligada intimamente ao filme de tal forma que é impossível não ouvi-la e não se recordar dele. Reparem também que as duas parecem ter sentidos opostos, mas ligados. Enquanto a primeira nos remete a escuridão, a segunda, vibrante, ilumina o filme, como se Kubrick nos mostrasse, através da música, o próprio nascimento da vida na Terra e sua evolução ao homem no ápice da segunda faixa. 

Ao conectarmos essa faixa com o trabalho de mesmo nome de Friedrich Nietzshe, descobrimos que o centro de Zaratustra é a noção de que os seres humanos são uma forma transicional entre macacos e o que Nietzsche chamou de Übermensch, literalmente "além-do-homem", normalmente traduzido como "super-homem" - e é o que se vê na tela.  Kubrick não estava pensando apenas em uma trilha sonora, mas algo que se incorporasse ao filme de tal forma que juntos se transformasse em uma coisa só. Brilhante.

"Requiem for Soprano" de György Sándor Ligeti, é tenebrosa e sombria, um coral de vozes dissonantes, estranhas e fantasmagóricas, gritam, cantam, gemem, numa tormenta auditiva durante seis minutos. É o mesmo mote de "Jupiter and beyond", a qual explora este tema por quinze minutos. Música e imagem se fundem em 2001 uma odisseia no espaço e aqui não há como não se recordar do monólito negro e os mistérios insondáveis que ele esconde.

A maravilhosa valsa Danúbio Azul, de Johann Strauss II , entra em seguida, nos remetendo ao balé das naves espaciais pelo espaço. Lux Aeterna, também de Ligeti, traz novamente um tema fantasmagórico, com vozes distorcidas e o coral entonando suas vozes em escalas diferentes. Um violino entra em Gayane Ballet Suite, de Aram Khachaturian, mas é "Adventures" a mais bizarra e estranha. Vozes parecem reproduzir relações sexuais, murmúrios, gemidos, gritos, sussurros, risos, num espetáculo tenebroso de exercícios vocais, agudos e graves. Essa faixa não estava na trilha sonora original lançada com o filme, mas é como se nos remetêssemos a "Requiem for Soprano", com a diferença aqui que as vozes são mais perceptíveis e destacadas. 

"HAL 9000" fecha a trilha (outra que não estava presente no trabalho inicial), trazendo trechos de diálogos do filme e a voz de Hal, o computador psicopata do filme. Assim como o filme, a trilha de 2001 deve ser experimentada e sentida. Não é uma trilha convencional - por isso Kubrick cortou o material composto por Alex North. Deu no que deu.

Cotação: 4/5

A trilha tem diversos formatos e vem ganhando releituras e relançamentos especiais com o passar dos anos. A trilha aqui é de 1996, conforme lista de faixas descritas abaixo (a original possuía apenas oito faixas). 

Track List:
1. Overture: Atmospheres (02:49) 
Gyorgy Ligeti
2. Main Title: Also Sprach Zarathustra (Thus Spake Zarathustra) (01:41) 
Richard Strauss
3. Requiem for Soprano, Mezzo Soprano, Two Mixed Choirs & Orchestra (06:33) 
Gyorgy Ligeti
4. The Blue Danube (Excerpt) (05:42) 
Johann Strauss
5. Lux Aeterna (02:52) 
Gyorgy Ligeti
6. Gayane Ballet Suite (Adagio) (05:15) 
Aram Khachaturian
7. Jupiter and Beyond (15:13) 
A merger of tracks #3, #1 and (Altered for Film) #12
8. Also Sprach Zarathustra (Thus Spake Zarathustra) (01:41) 
Ricahrd Strauss
9. The Blue Danube (Reprise) (08:17) 
Johann Strauss
10. Also Sprach Zarathustra (Thus Spake Zarathustra) (01:39) 
Richard Strauss/Version From Original MGM Soundtrack Album, But Not in Film
11. Lux Aeterna (05:59) 
Gyorgy Ligeti/Full-Length Version From Original MGM Soundtrack Album
12. Adventures (Unaltered) (10:51) 
Gyorgy Ligeti/Unaltered Full-Length Version
13. HAL 9000 (09:41) 
Dialog Montage

BAIXA AQUI


A trilha de Alex North, rejeitada por Kubrick, pode ser baixada aqui.

Um comentário:

  1. Excelente! O tino, o talento, a percepção perfeccionista fazem realmente toda a diferença entre a obra prima é o convencional!

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...