quarta-feira, 17 de julho de 2013

IT A obra prima do medo



Por Jason

Derry, no Maine, é uma pacata cidade que foi aterrorizada 30 anos atrás por um ser conhecido como "A Coisa". Suas vítimas eram crianças, sendo que se apresentava na maioria das vezes como o palhaço Pennywise. Com esta forma ele reaparece, 30 anos depois. Quem sente sua presença é Michael Hanlon (Tim Reid), um bibliotecário e único de um grupo de sete amigos que continuou morando em Derry. Assim ele liga para Richard Tozier (Harry Anderson), Eddie Kaspbrak (Dennis Christopher), Stanley Uris (Richard Masur), Beverly Marsh Rogan (Annette O'Toole), Ben Hanscom (John Ritter) e William Denbrough (Richard Thomas), pois todos os sete quando jovens, viram "A Coisa" e juraram combatê-la, caso surgisse outra vez. Porém este juramento pode custar suas vidas.

O filme foi adaptado da obra de Stephen King (um calhamaço de 750 páginas) para a televisão em 1990 e em seguida foi resumida na forma de uma produção cinematográfica para ser lançada em vídeo. É feliz em construir as personalidades das crianças e em como a infância desajustada e de maus tratos resultaram muitas vezes em adultos problemáticos. Todas as crianças tem problemas: da menina que é maltratada pelo pai, ao gordo que sofre bullyng na escola, passando pelo negro que é perseguido, pelo garoto cuja mãe é super protetora, pelo garoto que perdeu o pai, o gago, etc, todos eles tem algum problema seja na esfera familiar ou na escola. É eficiente também em mostrar a construção do grupo e da amizade, se protegendo das tentações da criatura que tenta seduzir se alimentando do medo que as crianças possuem.

Nesse sentido, a própria ameaça do palhaço bizarro que esconde por trás de bolas flutuantes uma criatura assassina funciona como uma metáfora poderosa sobre crescimento. IT representa assim os medos infantis, que não estão resumidos apenas nos garotos malvados do colégio, que os perseguem, mas também nas responsabilidades em abandonar a infância (em determinado momento, o grupo ensaia o que será quando crescerem e, ao percebemos o que o filme mostrou anteriormente sobre os adultos problemáticos que eles se transformaram, sentimos o tanto de ironia e o verdadeiro horror central da trama - o destino que cada um deu a sua vida).

Ajuda e muito a figura de Tim Curry, coberto por uma maquiagem bizarra branca, peruca vermelha e voz áspera: o ator dá corpo a um personagem já icônico do gênero e parece se divertir muito. A figura do palhaço é um acerto, porque pode ser tão divertida quanto bizarra, dependendo do ponto de vista de quem o vê. A primeira parte é interessante por apresentar os personagens e a ameaça. O palhaço é uma figura ao mesmo tempo tentadora e sinistra - mais sinistra até do que todo o filme. Mas da segunda parte em diante, no entanto, a trama começa a perder força porque a produção sofreu com o passar do tempo e não dá para fazer vistas grossas. 

A reunião do grupo, já adulto, é tediosa e o drama dá lugar a flashbacks que travam todo o desenvolvimento da produção - com direito a personagem fugindo de presidio para dar o troco no grupo e revelações sobre o virgem de quarenta anos às portas da luta contra a criatura, situação que deveria oferecer drama, mas acaba despertando risos involuntários - o personagem, aliás, deve ter pago por não ser um pecador porque é o mais crítico em termos de desenvolvimento. 

As crianças nem sempre convencem e há um excesso de personagens centrais (são sete garotos, sem contar os que os perseguem), tudo condensado dentro de um vídeo de 3 horas de duração que parece demorar mais do que deveria - e mesmo para uma minissérie de TV faltam ainda os ganchos interessantes para fazer com que o espectador não durma ou perca a vontade de prosseguir. A montagem do filme é horrível de tão frágil, incapaz de qualquer originalidade ou de criar um suspense no mínimo decente. Por fim, os efeitos especiais se tornaram precários - não dá para comentar a cena em que a cabeça de um dos personagens aparece dentro da geladeira nem a sequência em que a criatura revela sua verdadeira forma de aranha feita de borracha - é constrangedor. 

Preste atenção: 

No personagem infantil William 'Stuttering Bill' Denbrough. Ele foi interpretado por Jonathan Brandis, que se enforcou em 2003 aos 27 anos de idade. Segundo especula-se, ele chegou a ser cotado para ser Anakin Skywalker na segunda parte da nova trilogia Star Wars.

Na personagem Bervely adulta. Ela é Anette OToole, que foi Lana Lang em Superman 3 e participou da série Smallville.

No personagem Richard aos 12 anos, ele é Seth Green (que vê a Coisa na forma de um lobisomem).

Cotação: 2/5

A obra virou um clássico do gênero e ainda deve assustar criancinhas e deixá-las traumatizadas com palhaços, mas envelheceu tristemente e é - e sempre foi mais feliz - na construção dos personagens do que no horror. O palhaço personagem, contudo, virou um ícone.

Um comentário:

  1. Romance lido. Película (TV Mini-Series) assistida. Fazendo um adendo a sua postagem, a obra é bem mais assustadora, quiçá seja pelo simples fato que ao lê-la imaginamos ao contrário do filme. A adaptação foi bem realizada, tendo em vista, a dificuldade em se adaptar as obras de King, pois, a prolixidade favorável em seus romances se torna uma barreira na hora de transcrever para as telonas. É forçado o título em português "Obra prima do medo", porém, enquanto adaptação é uma das melhores, no quesito medo coloca um monte de filmes mais recentes no bolso. Dei a nota máxima no filmow, levando-se em consideração outros filmes do gênero e adaptação, desconsiderando efeitos especiais.

    PS: O Filme é curto, tendo em vista, o tamanho da obra. E para aqueles que se preocupam muito com efeitos especiais, fiquem longe, pois realmente são constrangedores como bem dito por ti Ravenna.

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...