quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Star Wars V - O império contra ataca - 1980



Por Jason

O filme começa no planeta gelado com Luke sendo capturado e quase virando refeição de um monstro das neves gigante. Em sua fuga, Luke recebe um chamado de Obi Wan, que lhe instrui a ir ao planeta Dagoba para encontrar Yoda. Han Solo vai a sua procura e o encontra quase congelando, mas consegue salvá-lo. As tropas imperiais desembarcam no planeta espantando os rebeldes com seus monstruosos AT-ATs, verdadeiros camelos robóticos de muitos metros de altura. Solo, a princesa e C3PO, na batalha que se segue, acabam se separando de Luke e R2D2.

Solo leva a Falcon para um campo de asteroides, para despistar os caças imperiais, onde encontra uma caverna para se esconder enquanto Luke despenca em Dagoba - e acaba descobrindo que está dentro de um verme gigante. Assim, temos duas linhas narrativas acontecendo ao mesmo tempo na tela. A jornada de Luke para virar um Jedi enfrentando seus medos e descobrindo os poderes da força com o mestre Yoda e a parte de Luke e Leia, que vão parar em uma cidade flutuante no meio das nuvens onde encontrarão outro personagem conhecido da série, Lando. Os dois estão sendo perseguidos pelo caçador de recompensas Boba Fett, contratado por Vader para os encontrá-los. 

Assim, temos uma expansão do universo criado no primeiro Star Wars, com personagens queridos pelos fãs que mais tarde ganhariam suas próprias tramas e histórias em quadrinhos, games e outras mídias além de, no caso de Boba, uma participação como filho de um personagem importante, o Jango Fett, em O ataque dos clones. Para completar, o filme traz momentos imprevisíveis. Lando, por exemplo, entrega o grupo de mão beijada para Vader em um acordo, mas depois se arrepende e tenta consertar as coisas. Solo é congelado e entregue a Jango Fett, com um destino imprevisível. Por fim, uma das maiores revelações da história do cinema vem a toma em um momento chave - a de que Vader é pai de Luke - num momento eletrizante.

O império contra-ataca, já eleito como o melhor filme de toda a saga, com todos os méritos, é um caso feliz em que uma continuação supera com folga o título original. Curiosamente, o filme é o que menos lucrou na série, talvez pelo tom mais pessimista do que o mostrado no primeiro filme. Sai o clima mais alegre, entra um gélido e sombrio que permeia toda a produção, seja no próprio planeta gelado que serve de batalha com a fotografia glacial que abre a produção, seja na figura de Darth Vader ou nos pântanos onde vive Yoda. 

Claro que o filme envelheceu. Maquetes, miniaturas, fundo azul, animações stop motion e recortes se proliferam pela tela, seguido de marionetes e pessoas vestidas de fantasia de monstros, para desespero de quem é fã das peripécias impossíveis e dos feitos inimagináveis da computação gráfica atual. O próprio Yoda, aliás, não consegue escapar dos trejeitos de um boneco ventríloquo desengonçado, mas isso é o que mantém parte do charme e a beleza da produção. Não dá para exigir nada das atuações - Harrison Ford é o mais canastrão e parece se divertir com tudo e o boneco Yoda é mais expressivo que Mark Hamill.

Por fim, mesmo parecendo mais rico e sofisticado que o primeiro para a época, com uma quantidade maior de efeitos (embalado pelo fato de que Uma nova esperança foi um sucesso estrondoso nos cinemas, o que permitiu visivelmente maiores investimentos desde a concepção artística de cenários requintados até os figurinos e o uso de efeitos especiais) ou mesmo com suas reviravoltas de roteiro, O império contra ataca continua sendo simplista na sua história de luta esquemática do bem contra o mal. O que não deixa de ser uma aventura apaixonante, que mistura romance, ação e fantasia na medida certa.

Cotação: 5/5 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...