domingo, 25 de maio de 2014

Os filhos do medo - 1979



Por Jason


Em Os filhos do medo, Candy, filha de pais separados, passa os fins de semana com a mãe, Nola, que está dentro de um centro para tratamento psiquiátrico onde é tratada mediante uma nova técnica que envolve hipnose e uma substância. Um dia, depois de buscar a menina da visita, o pai, Frank, percebe que ela está cheia de hematomas e manchas estranhas e decide tirar satisfação com o dono do centro, o doutor psiquiatra Raglan, ameaçando proibir a mãe de vê-la, ao que ele recomenda não fazer isso devido ao tratamento ao qual ela foi submetida. 

O pai deixa a menina aos cuidados da avó materna que conta para a criança que Nola sempre precisava ir aos hospitais para tratar de feridas e hematomas que surgiam de repente. Pouco depois, ela é assassinada com um martelo de amaciar carne, por uma criança deformada que invade a sua casa. Durante o tratamento, Nola assume que sofreu com seu pai que era negligente com ela e que não evitava as surras que ela tomava da mãe e as maldades que esta fazia, sem contudo saber se isso é verdade ou não. O pai da menina, determinado a levar o doutor aos tribunais, vai buscar ajuda e encontra outra pessoa que processa o doutor Raglan por lesão corporal. Essa pessoa, um homem, está sofrendo com um cancro no sistema linfático em estágio avançado e explica que a culpa do doutor é por usar o tratamento chamado psicoplasma. O Dr Raglan estimulou o corpo para que ele reagisse contra a própria pessoa usando essa terapia. O corpo excreta úlceras e feridas quando a pessoa fica com raiva, aliviando os transtornos. 

O pai de Nola tentar ver a filha no centro psiquiátrico, mas é proibido. Informa a Frank o que está acontecendo e este decide ir até ele, deixando a professora da menina tomando conta dela. Na casa, o velho é morto e a criança mutante morre depois de uma briga com Frank. Na autópsia, o legista detalha as características da criatura deformada, como o fato de que ela possui uma bolsa nos ombros de energia que secou, matando-a de fome - e uma delas é crucial para o entendimento da trama: ela não tem umbigo, ou seja, não foi gerada em útero materno. Mais tarde, Frank descobre, através de outro doente tratado pela terapia, que Nola é considerada uma "abelha rainha". Candy é sequestrada por outras duas crianças mutantes e em sua busca, Frank acaba descobrindo o segredo aterrador que envolve sua mulher, o doutor e as crianças.

David Cronenberg mistura medo, horror, mistério, suspense e ficção nessa bizarrice compacta e sem muitos rodeios. Ele mexe com o espectador causando asco e choque sem poupá-lo de cenas como as dos assassinatos a marteladas ou como a de um parto em que a mãe come a placenta do filho bizarro. Também não esconde as criaturas deformadas, e isso tem dois lados - é ruim porque entrega de bandeja a ameaça e é bom porque o segredo do filme é outro ainda pior. Claro que há os poréns. O sanatório, por exemplo, é menos seguro que a escola onde a menina estuda e onde todo mundo pode entrar facilmente. A professora da menina chega, ensaia um flerte com Frank, mas no final das contas entra em cena apenas para morrer. Fica difícil também engolir o fato de que as crianças deformadas passeavam para lá e para cá sem que ninguém as notassem. Desconte também a trama policial inexistente, (os policiais que vasculharam a casa não repararam que a criaturinha bizarra ainda estava lá, debaixo da cama), dentre outras coisas mais. Por fim, Oliver Reed, como o doutor Raglan, fica na indecisão entre um vilão ou um lunático mesmo e sobra para Samantha Eggar fazer a maluca Nola - que quando não está precisando de uma parteira emergencial necessita com urgência de um exorcista. Mais doentio e bizarro que Cronenberg, só ele mesmo.

Cotação: 3/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...