quinta-feira, 10 de julho de 2014

Uma longa viagem - The Railway Man - 2013



Por Jason


No filme, Eric Lomax (Colin Firth) está numa viagem de trem quando conhece Patti (Nicole Kidman). Os dois tem rapidamente um envolvimento amoroso e se casam. Mas, logo nos primeiros momentos, Eric começa a mudar o seu comportamento. Tem pesadelos referentes ao seu passado e começa a sofrer com isso, fazendo com que Patti procure ajuda com um grupo de amigos liderado por Finlay (Stellan Skarsgård).

Ao conversar com ele, ela descobre que Eric foi um soldado britânico prisioneiro de guerra. Os japoneses capturaram Eric e seu grupo para a construção de uma ferrovia, onde foram escravizados, humilhados, espancados e torturados. Eric sofreu as piores punições, pois foi considerado o líder do grupo, pego de surpresa ao ser capturado com um rádio improvisado e espancado quase até a morte. Seu principal torturador era Nagase, que ao ser capturado pelo exército dos aliados, fingiu ser apenas um tradutor, para escapar das punições.

Para acabar com seus traumas, Eric decide rastrear Nagase e vai atrás dele para se vingar. Eric o ameaça de morte, o tortura e o interroga sobre tudo o que aconteceu no mesmo lugar onde tinha sido torturado anos antes. O resultado desse encontro é imprevisível, pois não se sabe se Eric matará seu torturador ou o perdoará. O filme então sinaliza um acerto de contas, que por mais doloroso que seja, se torna necessário tanto para a vítima quanto para torturador, que assombrado pelo passado carrega em igual proporção a dor de ter sido o responsável por muitas mortes. Os dois se tornariam amigos - Nagase morreu em 2011 e Eric um ano depois, aos 93 anos, ao lado de Patti.

O filme é baseado na história real do soldado Eric Lomax, uma adaptação da autobiografia best-seller de mesmo nome. Colin Firth e Nicole Kidman, bons atores, se esforçam, assim como Stellan Skarsgård, para segurar o filme que tem ritmo problemático, quase parando, e momentos em que nada acontece e em nada fazem a trama avançar. Quando o filme volta ao passado, mostrando cenas de tortura e violência durante o período da Guerra, ele se torna mais interessante e até chocante. Mas há aí outro problema: Jeremy Irvine, de Cavalo de Guerra, que interpreta Eric na juventude - e embora se esforce ainda continua uma porta em cena, sem passar toda a emoção necessária.

O final, ao menos, mantém a dignidade do material e da vida desse personagem real de história dramática e ao mesmo tempo fascinante - o qual, apesar do sofrimento, conseguiu compreender que o ódio não é capaz de sobreviver ao poder de um perdão.

Cotação: 2,5/5

Um comentário:

  1. Legal mostrar um pouco do front asiático da Segunda Guerra. Interessante pensarmos nas ações e reações de um combate. Tem uma crítica sobre isso em
    www.artigosdecinema.blogspot.com/2014/08/uma-longa-viagem-railway-man.html

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...