domingo, 31 de agosto de 2014

Get Real - Saindo do armário - 1998



Por Jason

Steve descobriu que era gay aos onze anos de idade. Agora, aos dezesseis, sofre bullyng na escola pela turma de futebol. É amigo de uma gordinha desaforada, que o alerta para parar com o hábito de procurar parceiros no banheiro da escola. Steve conhece Glenn, um rapaz loiro e bonito, pelo qual se apaixona e o persegue. Até descobrir que o cara é casado, pai de família e conhecido de seu pai. Nesse meio termo, em uma das idas para o banheiro, ele acaba marcando encontro com um rapaz no parque e se surpreende: é John, por quem, na escola, todas as meninas são apaixonadas.



Daí começam as complicações. John é um bonitão esportista que não se aceita e não se considera homossexual. Ele e Steve se batem o tempo todo na escola e não sabem como agir um com o outro, sendo que John opta por não falar com ele. Os dois escondem o relacionamento e acabam se encontrando sempre que podem e sem que outras pessoas saibam, mas Steve está envolvido demais e racionaliza a situação da pior maneira possível, já que o relacionamento dos dois caminha para o desastre pelo fato de John não ser bem resolvido ainda. 

Os pais não sabem da sua sexualidade e Steve deseja ir embora da cidade, para um lugar maior e com maiores possibilidades, em que possa viver longe dos olhos preconceituosos das pessoas. O pai, aliás, é extremamente homofóbico, acredita que Steve corre perigo de ser molestado por alguma "bicha velha nojenta". Não ajuda em nada a entrada de uma menina que se interessa por ele, sem que ela saiba da sexualidade do menino. Piora quando os pais de um descobrem da existência do outro e, embora eles neguem, eles se enrolam completamente em explicar como e de onde se conhecem. Tudo vai culminar numa premiação do menino na escola, que faz com que ele desabafe sobre sua sexualidade de frente para todos. 

O filme tem cara de datado, da década de 90, direção frouxa e os atores são ruins (o ator que faz John é o pior). A amiga de Steve some por um tempo do roteiro, a trama não empolga muito mas, embora superficial, consegue transpor um pouco da confusão e das dificuldades de ser homossexual no período da adolescência.

Cotação: 2,5/5

O filme está completo no youtube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...