terça-feira, 2 de setembro de 2014

Como treinar seu dragão 2 - 2014


Por Jason

Tudo é grandioso e deslumbrante nessa continuação do sucesso Como treinar seu dragão. No filme, Soluço e Banguela desbravam o mundo, descobrindo novos lugares enquanto o garoto monta o seu mapa e os moradores de Berk, a ilha onde ele vive, curtem a corrida de dragões. Numa dessas jornadas, ele acaba reencontrando sua mãe, que passou vinte anos afastada dele após ser raptada num ataque de dragões a Berk. Ela passa a vida ajudando a reunir dragões em um santuário que é protegido por ela e pelos dragões - os quais servem a um gigantesco dragão cuspidor de gelo, chamado de dragão Alfa. O Alfa é capaz de controlar todos os outros dragões logo, quem o controlar, terá também o poder sobre todos os outros.


Soluço herdou da mãe a capacidade de domar os dragões e, preocupado com ele, seu pai e sua turma vão procurá-lo. Paralelo a isso, Drago, um caçador de dragões que quase destruiu Berk, parte com um exército para caçar os dragões restantes. Drago, que controla outro Alfa, invade o santuário destruindo tudo, causando perdas irreparáveis e levando todos os dragões consigo, incluindo Banguela. Com a ajuda da mãe e de sua turma, além de um novo personagem que começa como um vilão trapalhão e acaba aderindo a turma, Soluço volta para Berk para lutar contra Drago e trazer Banguela de volta.

A relação entre o menino e o dragão continua sendo o ponto chave, já que é através da amizade e do afeto que Soluço consegue livrar o dragão da influência do Alfa. Partindo da premissa de que os personagens centrais já foram apresentados no filme anterior, o roteiro pode investir em novas tramas e novos desafios e o melhor de tudo é que ele aposta no certo - no núcleo familiar e na turma de amigos de Soluço. Há momentos hilários, principalmente protagonizados pela turma ou por Banguela -, que aqui chega a ganhar barbatanas como um mini Godzilla e se engraça com uma fêmea duas vezes maior que ele -, e dramáticos na mesma medida. Há um combate final épico entre o pequenino Banguela e o gigantesco Alfa que traz também mais algumas surpresas.

Falando de surpresas, aliás, o reencontro dos pais de Soluço também garante uma das maiores do filme, que ainda tem gás para preparar momentos de maior tristeza ao tirar de cena personagens importantes. Tecnicamente, o animação salta os olhos, com coloridos e ambientações variadas e detalhadas (vale prestar atenção no santuário, um oásis de gelo, e na batalha do exército de Drago). Alguns vão reclamar que falta ao filme uma cena marcante como no primeiro, como o voo do casal montado no dragão ou do primeiro contato entre Soluço e Banguela. A trilha sonora, um ponto importante do anterior (foi inclusive indicada ao Oscar, merecidamente) repete o tom, menos inspirada e sem inovação. Nada que comprometa o conjunto, que é sólido e excepcional.

Cotação: 4,5/5 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...