segunda-feira, 15 de setembro de 2014

O doador de memórias - 2014




Tia Rá

Nesse futuro maravilhuoso de O flopador das memória, todo mundo vê a vida tipo Michael Jegueson, black e white. Meryl Streep, engolidora de roteiro e de indicassaum ao Uoscar aqui faz a atendente do INSS, daquelas que tá pronta pra aposentar e num guenta maish tanto véio e tanta gente quereno invalidez na fila. É ela que despacha os proletário dos minino pra aposentadoria. Nãopera. Ela faz a selessaum pro povo dizeno o que o povo vai ser: olha pra cara dos proletário e diz "número 154851, oh meu fio tu vai ser gari porque tem cara de pobre, ACEITA!"



"Número 5458451, você, derrubada, como é inútil e não faz nada na vida será prostituta nas esquina da cidade".




Aí vem o Jonas, depois de ficar na fila do SAC - Serviço de Atendimento ao Cidadão umas 12 horas de pé pra pegar sua identidade pra ser atendido no posto do SUS. Jonas já errou nasceno filho da Katie HolmezzZZZZZzzzzzROINC né gente, então o minino já tem aí um trauma, tem que ver isso daí. Aí escolhe ele pra ser a pessoa que vai receber as memória do povo através dos poder da mente de Jeff Briga. Jeff aliás, ganhou um Uóscar um ano aí pra ficar fazeno voz de Batman nesses filme proletário e falano com um ovo entalado na boca, fazeno biquin de disgosto. Aff. Aí o Jeff faz aquela transmissão de dados só abusano sexualmente do minino, repare... e rapaz começa a discubrir um monte de coisa que tinha no mundo antes de tudo isplodir pros infernos. E fica tudo colorido claro, né gente, o amor, a vida, a luz, o mundo é belo, a vida é bela, bom dia sol, bom dia nuvem... aquele toque de clichê porco de filme de quinta categoria. 



Como se num bastasse, a gente tem que aturar um guri Power Ranger. O baby Giraya anda de moto, curte um salto de abismo, uns voo de drone e uns mergulho radical. Vira um Mad Max no deserto, vive no mato, nos gelo, nos inferno, passa num sei quantas horas sem mamar, só tomano umas água aqui e comeno mato, entende... e sai ileso, COMOLIDAR com esse superbaby? E os clipe propaganda da Discovery Channel que entra no meio do filme gente? Achei que faltarra aparecer aquele WWF BRASIL no final pra dar um toque de crasse. Ou cagar logo a porra toda. 


Oh, gente... adoro Meryl Estupre toda enrugada que nem a minha cara quando saio de minha piscina, a mulé dano ismola pra filme proletário é ótimo, mar ela num tem muito o que fazer, ninguém ajuda a véia. Adoro essas coisa de futuro-distopia-ficção-romance-porcaria-enlatado aborrescente, essas proletariedade toda adaptada de livro sem procedência. Mar já deu... agora tá pareceno a década de 70 ou de 80 que tipo, alguém faz um filme falano sei lá, de um minino com diarreia que salva o mundo, aí vem cinquenta filme nas costa, um atrás do outro, com um minino fazeno cara de caganeira pra salvar o mundo. Quando num é um minino, é uma minina. Maldito jogos famintos!!!!.

Ma genteeeeee!!! Quase morri com a Taylor Shifre fazeno participassaum de assombrassaum digital! W-T-F?


Bonitin mas ordinário que só.

Cota: 1/5

Um comentário:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk bom demais Tia Rá, demais.
    Nao, nao o filme, o seu texto!

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...