sábado, 31 de janeiro de 2015

Whitney - 2015




Por Jason

Os problemas de Whitney, filme sobre uma das maiores cantoras norte americanas e uma das maiores artistas de todos os tempos, já começam nos primeiros momentos. Ele mostra o encontro de Whitney Houston com o seu futuro marido, Bobby Brown, em uma apresentação musical. A opção por focar apenas nessa relação destrutiva dali em diante, que deveria ser apenas um complemento diante de tanta coisa para se mostrar sobre a vida da já lendária artista, é um dos inúmeros pontos baixos da produção. 

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Uma noite alucinante 3 - 1992




Por Jason

Em Uma noite alucinante 3, Sam Raimi volta ao universo criado com o primeiro filme, A morte do demônio, só que dessa vez o herói atrapalhado Ash vai parar no século XIV. Tentando voltar para casa depois de ser atacado pelo capeta, Ash ouve as explicações de um mago que lhe diz que ele precisa achar o livro Necronomicon, pois só ele tem os poderes para mandá-lo de volta para o seu tempo. O problema é que o livro é guardado em um cemitério maldito e Ash é atacado por seu lado maligno, que se separa de seu corpo e, mesmo enterrado, volta do mundo dos mortos para liderar um exército das trevas contra Ash e uma sociedade medieval.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

O céu de outubro - 1999




Por Jason

Baseado numa história real, no subestimado O céu de outubro, conhecemos Homer, um adolescente que sonha em construir um foguete. O ano é 1957, quando o satélite soviético Sputnik foi lançado em órbita e apresentou uma série de possibilidades para o mundo na mesma proporção que deixou a população americana preocupada, afinal aquele era o período da Guerra Fria. Possibilidades, aliás, é o que os meninos de uma cidade interiorana, a Coalwood, dos EUA, não possuem. Ou os rapazes investem no esporte para garantirem uma vaga na universidade ou então eles vão viver como o pai de Homer, um sujeito ignorante que depende de uma mina carbonífera para viver e sustentar sua família, um trabalho perigoso e degradante. 

quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

A sociedade dos amigos do diabo - 1989




Por Jason

Bill Whitney é um adolescente de uma família rica da sociedade de Beverly Hills, Califórnia. Ele suspeita que algo estranho está ocorrendo com sua família e amigos próximos. Tudo parece conspirar contra o rapaz. Ele sente que todos a sua volta parecem diferentes, até mesmo sua namorada. Depois da morte de seu melhor amigo, então ele começa a investigar pessoalmente e descobre um estranho segredo. Ocorre que todos da “sociedade” pretendem manter o “segredo” oculto e passam a persegui-lo.

domingo, 25 de janeiro de 2015

Livre - 2014





Por Tia Rá

Daí que eu me bati com essa proletariedade que deu indicassaum ao Uoscar pra nossa querida vendedora da Avon, Reese Legalmente Lora. Flopeese interpreta nesse filme maravilhuosamente tedioso, Wild (Tédio, em inglês), uma mulé que darra nas esquina, darra pra todo mundo, darra pra vida, pra tudo que era home, fumarra umas erva, mulé era perdida. Aí ela casou mar emprenhou de um cara que num sabia nem quem era, mas ela num quis ter o filho. Aí se separou e foi caminhar neam gente, porque tipo, quando a gente tá desocupada sem prato pra lavar na pia, num tem coisa melhor do que pegar uma mochila do peso de um carro, colocar nas costa e caminhar pegano carona nas istrada e essa coisa toda BORING.

sábado, 24 de janeiro de 2015

Do além - 1986




Por Jason

No absurdo e bizarro Do além, cientistas constroem uma máquina, o ressonador, capaz de abrir um tipo de portal para outra dimensão além da visão humana, habitada por estranhas criaturas. Uma dessas crituras come a cabeça do cientista Pretorius, levando seu assistente, o Dr Crawford, a ser preso acusado do assassinato. Uma doutora, Katherine, é chamada para ajudar no caso e leva o doutor acompanhada de um policial para a casa onde tudo ocorreu. 

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Foxcatcher (Foxcatcher: Uma História que Chocou o Mundo) - 2014



Por Lady Rá

Foxcatcher: Uma História que chocou o mundo (as distribuidoras brasileiras e seus subtítulos ridículos) conta a história real de dois irmãos Mark e Dave Schultz (Channing Tatum e Mark Ruffalo), campeões de luta Greco-romana e seu envolvimento com o herdeiro milionário da indústria química John Du Pont (Steve Carell), que culminou em uma tragédia de chocou os americanos em meados dos anos noventa. Nunca ouviu falar de nenhum deles? Pois é, eu também não, até a história deles ser contada nesse filme. Talvez a distribuidora brasileira entenda “Estados Unidos” por mundo, porque os atletas eram bem conhecidos por lá.



O longa acompanha o jovem Mark Schultz (Tatum), que mesmo tendo vencido nas olimpíadas de 1984, vive na pobreza, sem incentivos para treinar, acaba dependendo do seu irmão mais velho Dave (Ruffalo), treinador e também campeão olímpico e o mais bem sucedido dos dois. A vida de Mark é um rotina triste, dividida em treinar com o irmão, fazer palestras em escolas e se alimentar mal, vivendo com pouco dinheiro em um pequeno apartamento. Já Dave, tem a vida assegurada, tem esposa e filhos e emprego fixo.

Quando Mark recebe a proposta de trabalho do excêntrico milionário John Du Pont, ele vê ali a oportunidade de precisava para se preparar para as olimpíadas de 1988 e brilhar por si próprio, saindo da sombra do irmão. Eventualmente, Dave acaba sendo convencido por Du Pont a integrar sua equipe e a relação dos três acaba tendo desfecho trágico.



O filme é arrastado e falha ao aproximar os personagens do público, dificultando a criação de empatia pelos dois protagonistas (Mark Schultz e Du Pont). A primeira metade do longa foca na relação desses dois e a falta de química entre Tatum e Carell torna a experiência enfadonha. Carell está impressionante como um homem solitário e excêntrico, Tatum se esforça, mas seus méritos se resumem ao aspecto físico. A história ganha um pouco mais de dinamismo com a entrada de Dave para a equipe Foxcatcher, e Mark Ruffalo traz um sopro de humanidade a história com a bela composição de seu personagem. Dave, apesar de repelido pelo irmão, está sempre disposto a cuidar dele, quase como uma figura paterna. Outra grata presença é Vanessa Redgrave como mãe de Du Pont, excelente em poucos minutos em cena.

Mas ali parece haver dois filmes, a história de autodestruição de Mark e Du Pont e a história de amor e ódio entre Mark e Dave. O filme nunca consegue equilibrar a relação dos três, tendo um protagonista em cada metade do filme, a primeira parte foca nos esforços de Mark para se sobressair, a segunda foca na figura solitária de Du Pont e com Mark perdendo espaço, sua decadência é mal explorada e mal explicada. A relação entre Du Pont e Dave nunca é desenvolvida de forma satisfatória, algo que seria indispensável para dar mais impacto ao desfecho da história. A impressão que passa é que se perdeu tempo demais mostrando o ostracismo da vida de Mark Schultz e o restante dos acontecimentos são empurrados goela abaixo do espectador, apenas para mostrar  o que aconteceu.



Foxcatcher é visto como muitos, como uma metáfora da decadência da sociedade americana, a obsessão pela vitória que acaba culminando em perdas trágicas e há de se reconhecer que a tentativa é válida.  E  diretor consegue criar belos momentos, como ainda nos minutos iniciais, quando acompanhamos o treinamento de Mark e Dave, podemos perceber quais são os sentimentos que os irmãos nutrem um pelo outro. Aliás, a cenas entre os irmãos são as mais belas do filme, graças à pureza de caráter de Dave e a humanidade que Ruffalo dá ao personagem. Outro belo momento é quando Du Pont liberta os cavalos de sua mãe simbolizando uma falsa liberdade sentida pelo milionário.

Ainda assim, é difícil se envolver com a história, a frieza e o distanciamento empregados pelo diretor Bennett Miller e os espaços vazios deixados pelo roteiro acabam afastado o espectador.

Nota: 2.5/5


quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Os Pinguins de Madagascar - 2014




Por Jason

Os pinguins Capitão, Kowalski, Rico e Recruta, da franquia de animação Madagascar, estão envoltos em uma trama de espionagem contra o vilão Dave, um polvo cheio de mágoa que quer acabar com todos os pinguins do planeta. Dave era uma estrela no zoo de Nova York, até a chegada dos pinguins que atraíram multidões e ele foi esquecido. Para isso, ele construiu uma máquina bizarra que transformará os pinguins de bichinhos fofinhos em criaturas horríveis odiadas por todos. No meio do caminho, os pinguins se batem com a organização Vento do Norte, lideradas pelo peludo Confidencial.

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Louca escapada - 1974




Por Jason

A trama de Louca Escapada é baseada em um acontecimento de 1969. Nele, Lou Jean Poplin, uma esteticista desempregada e com passagem pela polícia vai fazer uma visita para o seu marido, Clovis Michael Poplin, que estava na prisão e prestes a ser solto. Ela decide então que os dois devem fugir, já que seu filho foi tirado dela e foi levado para adoção por outro casal. No começo, tudo é muito simples, incluindo a fuga. Mas a polícia do estado do Texas rapidamente é alertada após um acidente numa via, que leva o casal a manter sobre a mira de armas um policial e, por consequência, faz com que todos os policiais da região sejam movidos para uma fuga por diversas cidades.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Dois lados do amor (The Disappearance of Eleanor Rigby) - 2014



Por Lady Rá

Minha irmã me pediu para ver esse filme, disse que eu iria amar, que era o estilo de filme que eu gosto. O resultado foram duas horas de tédio e tortura psicológica. Isso para vocês terem idéia do que eu sofro nas mãos dessa cretina. Cinderela mandou um abraço. Snif. Snif.

Enfim, o filme conta a história de um casal, que após sofrer uma perda trágica acaba se afastando. Na verdade a mulher abandona o marido sem deixar nenhum vestígio. Após uma tentativa de suicídio, ela se refugia na casa dos pais e tenta tocar a vida. Do outro ela, o marido abandonado tenta descobrir  o que aconteceu.

O projeto conta com três versões da mesma história, tem o ponto de vista dela, dele e de ambos. Não assisti o dela, muito menos o dele, mas só sei que a junção dos dois foi desastrosa.Embora narre a história do casal, o filme foca mais no drama de Eleanor, personagem que Jessica Chastain interpreta no piloto automático, com a apatia e frieza costumeira. E a situação fica ainda pior nas cenas em que o filme tenta mostrar Eleanor como uma jovem “normal”, que sorri, paquera, vai pra balada. Chastain não consegue acertar o tom.

Quem está um pouco melhor é James McAvoy, que é um bom ator e faz o que pode com um personagem engessado, que está meio perdido ali, com a esposa afastada, tentando levar em frente um negócio fracassado.

Chastain e McAvoy não têm química em cena. Os momentos de amor do casal não explodem na tela e você não tem vontade de torcer por eles, pelo contrário, comecei a torcer por um romance paralelo entre Eleanor uma professora e amiga interpretada por uma desperdiçada Viola Davis.

Os coadjuvantes transitam por pela história sem muito a oferecer, com personagens mal construídos pelo roteiro e pouco explorados pela apática direção do filme. No fim é um filme que não funciona como romance e como drama é raso e pouco atraente.


Nota: 1.5/5

A noite dos mortos-vivos - 1990





Por Jason

No terrível A noite dos mortos-vivos, de 1990, um casal de irmãos - Barbara e Jhonnie - está viajando de carro com destino a um cemitério, para visitar o tumulo da mãe falecida. Chegando lá, eles logo são surpreendidos por zumbis. Jhonnie é atacado e Barbara consegue fugir e se refugiar em uma casa. Mais tarde, um homem, Ben, chega a propriedade. Os dois se unem e descobrem que no porão há mais cinco pessoas: um casal mais velho, Cooper e Helen, cuja filha está doente e foi mordida por um zumbi; e um casal mais jovem, Tom e Judy.

sábado, 17 de janeiro de 2015

Sniper Americano - 2014






Por Jason

Filmes que nos levam a guerra contra o terrorismo acabaram se popularizando após os atentados de 11 de setembro, fazendo com que Hollywood se aproveite cada vez mais desse momento histórico atual. Talvez por fazer parte dessa história recente, esse tipo de filme ainda não conseguiu atingir uma maturidade dramática. A fórmula de todos eles parece a mesma: aquela fotografia árida, patriotada americana, pessoas reais que fazem um diferencial aqui e ali transformadas em heróis modernos, mas facilmente esquecíveis. É diferente, por exemplo, quando notamos a lista excepcional de filmes inesquecíveis sobre a Segunda Guerra Mundial ou o Vietnã. Quando assistimos um filme sobre guerra ao terrorismo, que já parecem fazer parte de um sub gênero cinematográfico, a sensação é de que estamos vendo uma continuação do outro. Foi assim com Guerra ao terror, A hora mais escura e é assim com Sniper Americano.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2015

Indicações ao Oscar 2015




Por Tia Rá

Fiquei um pouco abalada com essa lishta dos indicado ao Uoscar desse ano, gente... eu como fico muito perplecça com certas coisa e num guento certo tipo de injustiça, resolvi botar meu bocão no mundo e descer a sapatada nesse prêmio dos Weinst... digo, da industria cinematográfica mundial, claro, pois todos são reconhecidos né gente... tudo muito honesto, muito bonito, pra todo o mundo e tals OI? Como ninguém vai ler mesmo essa merda, eu posso falar o que eu quiser aqui que ninguém vai me incomodar!



A zuera já começou, aperte os cintos que o bom senso sumiu!


Jurassic World - 2015




Olha gente, num quereno ser CHATA, mar já seno insuportável...
Você tá num reboot de franquia conhecida e você pode usar umas 654857654513213 espécie de dino que a gente conhece pra virar refeissaum de um TREX no final da proletariedade. Podiam até chamar um Espinossauro e fazer uma revanxe com o tio Rex chutano a bunda do proletário, neam gente... ADOROOOOO... já que tá na moda apagar TERCEIRO FILME pra gente nunca mais se lembrar, neam tio Bryan?



Mar enfim... o que você fas? Cria uma lagartixa albina com uns espetinhos e essa dentissaum podre que parece ter saído daquele filme CARNOSSAURO do tio Corman e VAI ASSIM MERMO!!!



WHAT-THE-FUCK-IS-THIS-SHIT?

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Caminhos da floresta - 2014





Por tia Rá


Olha gente... fikey horrorizada com essa podreira musical de quinta categoria da Disney, essa coisa flopada cagada que a nossa diva Meryl resolveu dar aquela ismola pra esse povo, porque SO ISSO ISPLICA uma coisa tao ridícula quanto essa. Sério... Axei micaço tia Meryl vestida de pomba gira satânica fazeno feitiço da macumbaria cheia de rekalke gente... meldels... que disgraça foi aquilo? Me senti atropelada por um caminhão de LIXO ao chegar ao final dessa porcaria ordinária, Os caminho da desgraça.

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

O jogo da imitação - 2014





Por Jason

O jogo da imitação traz Benedict Cumberbatch no papel de Alan Turing, matemático e cientista da computação britânico, influente no desenvolvimento da ciência da computação e na formalização do conceito de algoritmo e computação com a "máquina de Turing", que teria um papel importante na criação do computador moderno como conhecemos. O filme mostra a sua contratação pelo serviço secreto britânico para decifrar a máquina alemã Enigma. Criada pelos alemães, ela era uma forma de comunicação entre as tropas na forma de códigos. A tarefa de Turing era transformar esse sem número de símbolos em letras e identificar assim as mensagens dos alemães antes dos ataques contra os aliados durante a Segunda Guerra Mundial.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

Invencível - 2014



Por Jason

Os problemas de Invencível não estão na vida do personagem principal, Louis Zamperini, falecido em Julho de 2014 aos 97 anos. Louis era filho de imigrantes italianos, um jovem vítima de bullyng na infância que levava uma vida muito problemática, arranjando confusão até mesmo com a polícia e, segundo ele, consciente de que cresceria e não seria nada na vida. Seu irmão vê nele uma possibilidade ao fazer com que ele se aliste na equipe de atletismo no colégio. O irmão o ajuda a treinar e o incentiva, fazendo com que Zamperini se transforme em um grande corredor e se destaque, conseguindo até mesmo uma vaga nos jogos olímpicos.

domingo, 11 de janeiro de 2015

O amor é estranho - 2014






Por Jason

O ótimo "O amor é estranho" traz John Lithgow e Alfred Molina, como um casal homossexual, Ben e George, que acaba de oficializar o casamento depois de 39 anos de união. Ambos ainda são apaixonados um pelo outro e possuem bons amigos que convivem alegremente na residência do casal. Acontece que após o casamento, o colégio católico onde George leciona música o demite, deixando os dois em uma crise financeira que leva a venderem a casa em que vivem. O dinheiro, contudo, não é suficiente para comprarem outra casa, não há casas baratas disponíveis para alugar e os amigos então decidem ajudar enquanto os dois procuram um lugar para ficar: George vai para a casa de um jovem casal gay enquanto Ben é abrigado na casa do sobrinho casado com Kate e pai de um adolescente. 

sábado, 10 de janeiro de 2015

O hobbit - a batalha dos cinco exércitos - 2014






Por Tia Rá

Olha gente, todo mundo aqui já tinha visto o Hobbit a cagada dos cinco exército, que já começou cagado com aquele título maravilhuoso SOQUENAO lá, acolá, aqui, agora, depois, de novo, outra vez e que graças a minha santa Galadrinkel padroeira das cachaceira resolveram mudar essa porcaria. Tarra com aquela priguicinha de ver esto, mar aconteceu né gente, já vi, agora segurem suas pirokas e suas pepekinhas e VEM COMIGGGOOOOOO nessa viagem épica de elfos, anões, pirocas e viadjenhos plocs vestidos para desfiles de escolas de samba! LOL

Sabe o que eu num entendi gente... Cortaram quinze minuto do dragão tebofera morreno do segundo filme pra colocar neste com a finalidade de______________________? Gente, para que ficou podre, num ficou legal tá, tio Jegueson? Pareceu REMENDO! Te amo, mar por favor num fas isso, num fas isso comigo tio eu num mereçoooooo!


Mar num foi só isso sabe gente... Smaug por exemplo, morre porque adora um monologo, fica ali falano um monte de bosta antes de dar aquele arroto de fogo, juro que naquela cena porca que ele morreu axarra que ele faria um shakespeare ali, tipo, TOU INDO VIDA CRUEL FUI MORTO POR UM PROLETARIO OH CEUS TOU M-O-R-T-A! E cairia lynda e deewa em cima do povo de braços abertos lynda para sempre!



Mar naum, o bicho fes uma cara de galinha quando a gente corta o pescoço pra matar e cozinhar, deu aquela tussidinha de quem tá ingasgado com uma ispinha e morreu. W-T-F? Esperei que nem uma loka depois daquele final do Isfolassaum do Smaug pra ver ISTO?

#partiu #morrer

ADOROOOOO Blanchett diva rainha lacradora mandando aquele SAI FORA EXU pra Sauron huauhauhauhauhauhauha VOLTE PROS INFERNO QUE AQUI TU NAUM MANDA comolidar com tamanha magia e feitiçaria de Galadrinkel que aprendeu toda a força do exorcishmo com o Padre Merrin, gente? Mulher fez o rala pra frente Y X A B e soltou o fatality na coitada do Sauron e ainda mandou o beijinho no ombro dizeno....


Sóaxo que a gente podia fazer um filme derivado de Saruman meets Gandalf feat Galadrinkel, né gente? Mas pra cada cena dessa a gente tem que aturar aquele Drácula de pobre e aquela família proletária dele. Juro pela santa Galadrinkel que torci que algum orc chegasse e espremesse aqueles ratinhos xatinhos filhotinhos dele porque eu num tarra maish aguentano, num tarra legal. Quem é o Drácula na fila do pão, meu povo e...


OI DRÁCULA quer conhecer os milagres transformadores do chá de caçola da tia?


Ok, parei.

Também num suporto personage proletário, tipo aquele Alfrid. Me economizem. E gente, comolidar com a Evanjeguine Lilixo fazeno a Tabarel? Por mim podiam matar a proletária e deixar o Fili-Kili neam produção, na moral, quando o filme dá aquele foco nela e naquele amor proletário, meldels, parece que abre um buraco e cai tudo dentro, para que tá podre isso! E aquele dialogo de adolescente apaixonada por profe dizeno DOI DEMAIS TOU MUITO MAGUADA TIRA ISSO DE MIM? Eu lá toda comovida chorano minhas lágrima de croc numa cachaça miserenta porque o Thorin morreu e o Bilbo ia bejar a boca dele e fazer aquela respiração e de repente... entra a proletária chorano!!!!!!! Eu falei...



Torci que nem uma loka pra ela se jogar do alto da montanha toda comovida porque o Fili Kili morrew ou voltasse pra casa pra arear as panela. 



Falano em Fili Kili, o que foi aquela morte deles, alguem me isplica? Que troço porco foi esse, mewdews? Tarra esperano uma coisa épica, muito drama, muita comossaum, todas chorano, e vocês me vem com isso? AI NAO GENTE PARA TUDO, paraaaaa, para QUE A NOSSA MUSA  DO CARNAVAL RAINHA DE BATERIA DESTAQUE DE CARRO ALEGORICO DE ESCOLA DE SAMBA CHEGOU!

Na tela da tv no meio desse povoooo....

ADOROOOO toda a magya, charme, eleganSSia, beleza e rebolado de Travestil, que chega toda montada no viadjenho axano que tá indo pra parada gay! RILITROOOOSSSSS! 

Eu sou a diva que você quer copiar!

 

ADOREI os morcego gigante, num serviu pra merda nenhuma, só pra virar transporte pro LegolazzzZZZZZZZZZZZZZZZCOMAETERNO. Sério, gente, Legolas tio Jegueson? Coitado do Orlando Bomba né... nunca preshtou e voltara para o lugar de onde nunca deveria ter saído. O FLOP. PEOR: comolidar com a inutilidade do Urso, meu povo? Juro que quando ele caiu da águia axei que a águia tinha cagado alguma coisa em cima dos orcs. Melhor que num tivessem colocado a Tabarel e desse mais tempo pra ele. Mas óh, sóaxo, quem sou ew pra dizer alguma coisa né? Tipo, aquelas águia mermo, que passaram dois segundos de cena... vamo fazer um filme derivado com o que preshta, tio? Filme tem até participação especial dos vermes de Duna, vamos refletir. RISOS DIABOLICOS.



ADOOORRROOOO Thorin Excuseme Caralho loka das ideia cheia dos ouro. Aliás, eu seno ele faria a merma coisa, ficarra ali pulano naquela caixa forte que nem o Tio Patinhas gritano....


Juro que quando ele pegou o Filikili pela cabeça e deu aquela travada torci pra rolar um beijo na boca e ele dizer....

Larga aquela piriguete elfa insossa e vem tomar chá de piroka!
E quando ele deu aquele rala encosto no Bilbo, axei que ia rolar um.... 

EUTEAMO NUM MORRE NAUM FIKA COMIGO EU TE DOU MEU ANEL!

Mar num rolou... Rolou até MORTAL KOMBAT nesse filme. Juro que quando Thorin olhou pro Engov eu ouvi aquela voz dizeno.... ROUND ONE....


......FIGHT!
QUEDE O SUBZERO MINHA GENTE PRA LUTAR CONTRA ESSE GORO?


Vamo fazê um filme do Mortal Kombat agora, tio? 

Aliás, esses orc albino, né gente... que pé no saco. Afe. Gandalf também tarra de maresia neam... ADOROOOOO IAN meldels, home dá só uma olhada já vale por toda a carreira das J-Lawrapias e Evanjeguines gente... é muito mito.... Mas Ganda podia chegar lá e soltar um saravá pra eles irem pros infernos logo... e porque num botaram mais Galadriel pra ela xegar fexativa no meio da muvuca e mandar meio mundo de orc pro ispaço? Mar enfim, depois de muita ladainha, o filme termina meio assim assim, rola ainda umas cena bem cagada e tals, Tabarel some, porque num é importante, fica lá lamentano a morte do delicinha, e o Bilbo volta pra casa e tá todo mundo já vendeno as coisa dele e ele fica véio, reencontra Gandalf, FIM DO FILME.


Terre muita coisa errada, terre muita coisa legal, gostei de todo mundo quereno OURO, povo num pode ver umas moeda que já fica doido, imagina uma caixa forte neam gente.... Mar nada me tira da cabeça que eçapoha devia ser só dois filme mermo, o filme parece que foi feito nas emenda, pegaram o que reshtou de um parto e fizeram nascer um filho pra dar um filme inteiro, parece que o filme é o reshto de alguma coisa, ficou mei cagado isso, choray com tanta falta de drama e com um monte de anão que depois de três filme só consegui gravar o nome de num máximo uns três. 



Tem uns efeito legal, tem uns efeito cocô, tem coisa mal acabada com cara de quem foi feito nas carreira, coisa que num dá liga e parece que foi feito por gente preguiçosa, fundo azul que num acaba maish, tem hora que axei que tarra veno um STAR WARS EPISODIO UM A BAGAÇA FANTASMA. Tem uma trilhazinha ordinária de vagaboonda e sem inspirassaum, OH TRILHA XATA MELDELS!!! Um monte de gente sem que nem pra que, personagens proletário sem CHARISHMA e momentos WTF pra gente colecionar em GIFS. É a Warner e o tio Jegueson que tarram quereno o ouro de Thorin e ficaram tudo tão cego que nem viram a merda que tarram fazeno!

Cota da tia (porque hoje tou de bom humor): 2,5/5

quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

Mais um Verão Americano - 2001





Por Tia Rá

Estou xokada, abishmada, metralhada e paçada no creme NIELY GOLD com essa porcaria de quinta categoria, O mais porco filme americano, um dos peores filme que já em toda minha vida, que tras o Brad Culper maish vagaboonda e dadeira que traveka de isquina e um monte de ator proletario, uma comediazinha lixosa FLOPADA que jamaaaassss deveria sair do papel, mar por alguma misera que ACREDITOU acabou saino e taí pra gente descer a sapatada com gosto, néam?

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Operação Big Hero 6 - 2014


Por Tia Rá

AIMELDELSDOCEUUUUUUUUU Alguém me dá um B MAX PELAMOOORRRRR tou passada que phophura gente esse gorduchinho lyndo branquelinho da tia! Outi cute cute



Cabei de ver esse filme, own gente... quero o bonequinho do BMAX vou fazer um igualzinho, só que ele tem que ser de um tamanho EXGGG neam gente, pra conseguir carregar a tia aqui, sóaxo...



Adorei eçapoha, owwwnnnn... O filme é bem porquinho em se falano de roteiro, num tem muita coisa, tipo, o Hiro Natakatuchia é um minino vagaboondozinho orgão de pai e mãe que vive com o irmão. Aí, o irmão dele morre numa isplosao, e o irmão construiu o BBezão, um robozin gorduxo phophuxo pra ajudar quem tá com dor e sofreu acidente e tals.....



Mas aí tem um vilao na parada, já que o Hiro é muito inteligente e construir uns robozins mutantes que podem virar qualquer coisa, essa coisa toda e talzzzZZZZZZZZZZZZZZZZROINC num interessa, neam gente, a gente quer ver o gorducho. FIM DO FILME.



O filme é mei cagadinho as vezes, porque tudo passa muito rapido sabe gente... tipo, o irmao do Hiro morre, depois vem o vilão no plot twist vagaboondinho, os minino nerd vira logo uma equipe de heroi, tudo muito ligeiro, dá nem pra discubrir os coadjuvante proletário, tem umas cenas de ação mei tosca de combate com o vilão, mas pras children num tem do que reclamar... Os amiguinhos são todos bemmm cagadinhos, tem uma songa monga que anda numas rodas, tem uma que joga uma gosma super bonder e negão pé no saco e outro que gosta de se vestir de monstro, todos ele inventa uma roupa pra combater o vilão que é o professor do irmão falecido. Aliás a filha do professor foi mandada pro stargate e os heroi vão lá e salva ela depois da luta, é isso.



Só que gente, num consegui resistir, me cagay toda chorano quando o Hiro vê o irmão dele dentro do Bezão.... 



me mijei toda de tanto chorar naquela hora que o bezão se despede do outro lado na outra dimensaum, comofas gente... parecia uma loka derramano um rio de lágrima por causa dessa coisa phopha. 


É Disney, adorei essa merda, já quero continuação!

Cotação: 3,5/5
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...