terça-feira, 16 de junho de 2015

A centopeia humana 3 - 2015




Por Jason

E mais uma porcaria cinematográfica conseguiu chegar ao seu terceiro episódio, o que é no mínimo interessante, uma vez que o primeiro filme, uma bomba impagável, também não conseguiu ficar longe da maldição do terceiro filme, já que este ainda consegue ser pior do que os dois juntos. A trama, terrível como era de se esperar, traz um velho lunático que é diretor de uma prisão, Bill Boss. O homem, que é totalmente desequilibrado, tem uma secretária prostituta que o auxilia com sexo oral e que é obrigada a engolir seu sêmen; um contador que quer fazer uma centopeia com todos os prisioneiros porque assistiu ao primeiro e ao segundo filme e acha que assim ajudará no controle prisional; e um médico sem licença para trabalhar dentro do presídio que ajuda no plano.

O diretor, que se alimenta de clitóris assados importados da África, recebe do governador (Eric Roberts, no fundo do poço) a ordem de apresentar bons resultados em uma semana se não todos estarão no olho da rua. Para auxiliar no controle da instituição, o diretor tortura os prisioneiros por esporte. Em um deles, joga água fervente até destruir sua face. No outro, arranca seus testículos e manda cozinhar para depois comê-los como refeição. Não satisfeito, depois tenta esganá-lo, sempre com o consentimento de todos. A solução para o controle dos prisioneiros que se rebelam contra ele é criar a tal centopeia humana gigante, mas de outra maneira, para que todos os envolvidos possam viver dessa vez.

Cenas escatológicas pipocam na tela e chuvas de palavrões e insultos estouram impiedosamente. Ânus e bundas falsas são expostos sem nenhuma cerimônia. Num pesadelo, o diretor recebe uma facada no rim e um dos prisioneiros o estupra pelo buraco aberto. Depois da rebelião, o diretor estupra a assistente em coma e um dos prisioneiros defeca e come as próprias fezes, tudo, claro, feito para chocar - mas que, por incrível que possa parecer, não atinge seu efeito, tamanha a falta de capacidade do filme em criar alguma tensão ou terror. Tedioso, o filme ainda atira piadas ruins e de mau gosto, é claro, como o prisioneiro que não tem mais o intestino grosso inteiro e precisa usar uma bolsa abdominal para defecar - e sendo assim, não servirá para o propósito da centopeia e precisa ser morto.

O filme não é insuportável de se ver pelos absurdos vistos na tela e sim pelo total amadorismo dos envolvidos. Dirigido de forma totalmente amadora e sem nenhuma noção espacial, com uma montagem terrível, personagens irritantes e sem nenhum carisma e importância, a produção traz péssimos atores e ritmo horrível. Mesmo apelando para tudo que é escatologia, o filme não consegue chocar pelo fato de não conseguir criar um clima, seja de suspense, de ação ou horror. A única sensação despertada no espetador, talvez, seja a de pena de Eric Roberts, que um dia foi uma promessa no cinema, nunca conseguiu brilhar mais do que sua irmã Julia e agora amarga o fim de carreira em lixos como esse. Fuja enquanto é tempo.

Cotação: 0/5

2 comentários:

  1. Caramba! Vou me lembrar disso na próxima vez que tentar assistir algo do tipo.
    Fique longe enquanto é tempo! xD (Choquei com o irmão da Julia na direção! D:)
    4sphyxi4.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. O primeiro "Centopeia Humana" não é um filme ruim. O problema é que o Tom Six ficou refém daquilo que se construiu em cima do início da franquia. Lembramos que o Centopeia Humana 1 tinha cenas "chocantes", mas ainda assim era um bom suspense que, no mínimo, lembrava o excelente "Louca Obsessão (1990)". No entanto, o filme ganhou fama pela centopeia em si e o diretor decidiu fazer mais dois filmes repletos de cenas grotescas que fizeram o nome da franquia. Concordo contigo, Jason. Centopeia Humana 3 é um lixo e foi disparado o pior filme que assisti em 2015, mas o primeiro Centopeia Humana vale a pena assistir.

    ResponderExcluir

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...