terça-feira, 14 de julho de 2015

Os minions - 2015




Por Jason


A franquia Meu malvado favorito rendeu uma pirâmide de dinheiro dentro e fora das telonas, com produtos derivados e dois filmes de sucesso, parte disso graças ao apelo dos Minions, os bichinhos amarelos, anões e atrapalhados que mais acabam com os planos do vilão a quem servem do que o ajudam. Era inevitável que ganhassem um filme só para eles mais cedo ou mais tarde, se tornando desde já uma das maiores sacadas de sempre dos estúdios Universal, já que a animação estreou muito bem nos EUA este fim de semana, se tornando a segunda maior bilheteria de estreia de uma animação com mais de 115 milhões de dólares e superando o segundo filme da franquia no primeiro fim de semana. 

Na trama, desde os primórdios da Terra os Minions procuram servir um vilão mas, como sempre, tudo dá errado. Depois de muitas tentativas, eles se isolam numa geleira e se tornam depressivos. O minion Kevin tem uma ideia e junto com Bob e Stuart, acabam partindo e vão parar na Nova York de 1968. Lá, depois de aprontarem algumas, eles acabam descobrindo um canal na tv pirata, com o comercial a respeito de um encontro de vilões em Orlando, a Vilão Con, que terá a presença de Scarlett Overkill (voz de Sandra Bullock), a maior super vilã de todos os tempos. Nessa Feira dos Vilões, Scarlet oferece o cargo de assistente para quem conseguir lhe roubar um rubi, o que desastrosamente acaba dando certo para os bichinhos amarelos. 

Scarlet está arriada de amor por Herb (voz de Jon Hamm), um inventor e seu marido, é a maior fã da Rainha Elisabeth da Inglaterra e quer a coroa dela. Ela quer que os Minions roubem a coroa dela. É a partir daí que a trama avança, com as criaturas tentando roubar a coroa. Acontece que graças a uma trapalhada, Bob acaba coroado rei da Inglaterra, o que desperta a ira de Scarlet em recuperar a coroa. Paralelo a isso, o resto dos minions começa a seguir o rastro dos três para encontrar a Inglaterra. Depois de destruírem tudo, eles salvam o país e finalmente encontram um novo chefe a quem adorar, Gru, ligando o novo filme ao primeiro Meu Malvado Favorito.

O filme ainda traz as vozes de Steve Carell (o jovem Gru), Michael Keaton, Steve Coogan e Geoffrey Rush, como o narrador. Os aloprados Minions devem agradar mais as crianças, já que o roteiro é frágil - as motivações da personagem são idiotas, tudo se resolve rapidamente, nas pressas e não é capaz de convencer os adultos. Nem toda tirada cômica funciona e a própria vilã não é interessante. Um ou outro momento funcionam - como a historinha de dormir contada por Scarlett em estilo diferenciado de animação, um sopro de criatividade no filme. A animação pode despertar mais interesse ao público mais adulto por algumas referências, seja na trilha sonora - Beatles, Jimi Hendrix entre outros, - seja cinematográfica - o musical Hair (1979), 007 Viva e deixe morrer (1973), Drácula (1931), o Monstro da Lagoa Negra (1954), etc. 

De qualquer forma, ao final não há como tirar do espectador a sensação de ser um produto caça níquel descartável e esquecível dois segundos depois, que parece feito apressadamente para manter a franquia em alta e lucrando e cujos personagens são mais duradouros ou mais interessantes do que o filme que protagonizam. Os resultados na bilheteria provam que é melhor deixar do jeito que está.

Cotação: 2,5/5 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...