domingo, 6 de março de 2016

Kung Fu Panda 3 - 2016




Por Jason



Em Kung Fu Panda 3, o vilao Kai está retornando para o mundo dos mortais com a ajuda do poder de Oogway, a tartaruga que foi dessa para melhor e passa o tempo no além tentando encontrar paz interior. No reino dos mortais, o panda Po acaba de receber a missão de seu mestre para ser o Dragão Guerreiro, o professor de Kung Fu, o que, claro, se torna um desastre. Como se não bastasse, Po acaba se batendo com um panda que está procurando por seu filho - seu próprio pai. Não demora muito e Po é levado para o santuário habitado por outros pandas onde todos vivem em harmonia enquanto Kai acaba capturando seus amigos. 

Para vencê-lo, Po terá que ensinar Kung Fu para os pandas lutarem contra Kai antes que ele alcance o santuário e destrua tudo. No meio disso, a animação vem carregada de lições de amizade e de união, além da busca por uma identidade - Po procura por "quem ele realmente é", e descobre que para se tornar o tal Dragão e derrotar o vilão, ele precisa simplesmente ser tudo o que ele quiser. A força do filme acaba residindo aí, em sua mensagem, e no visual arrasador e criativo do além, onde Oogway vive ilhado e onde tudo parece flutuar sem gravidade. O visual da vila dos pandas também é outro ponto forte do filme, mas é impossível não sentir o cheiro de produto descartável quando a animação termina.

O filme entretém e diverte, passa rápido, o elenco do filme é estelar e conta com as vozes de Jack Black, Bryan Cranston, Dustin Hoffman, Angelin Jolie, J K Simmons, Lucy Liu, Seth Rogen, Kate Hudson e Jackie Chan. Mas apesar de bem realizado, Kung Fu Panda 3 já demonstra o desgaste do personagem. O primeiro filme arrecadou mais de 630 milhões de dólares no mundo, seguido pelo segundo sucesso, que arrecadou mais de 660 milhões. Esse terceiro episódio, apesar da boa aceitação da crítica, vem sofrendo para fazer bilheteria. Desde sua estreia no dia 29 de janeiro nos EUA, o filme arrecadou pouco mais de 130 milhões, depois de ter a pior estreia da trilogia. No mundo, tenta fazer sucesso, com pouco mais de 300 milhões. 

Assim, o filme tenta se apoiar no fato de que o panda aloprado havia se transformado em uma marca lucrativa, mas não escapa do destino de ser esquecido dois minutos depois que termina. As crianças, logicamente, podem não ter do que reclamar. Os adultos, contudo, podem pensar que já passou da hora de parar.

Cotação: 3/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Sugestões? Críticas? Essa é a sua chance de dar a sua opinião porque ela é muito importante para nós! Seja educado e cortês, tenha respeito pelo próximo e por nós, e nada de ofensas, tá? Esse é um espaço democrático, mas comentários ofensivos serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...