domingo, 14 de janeiro de 2018

Cavalos Selvagens - 2015




Por Jason

O caso de desaparecimento de um garoto de 15 anos, Jimmy Davis, é reaberto por uma patrulheira, Samantha Payne (Luciana Pedraza). Há evidências de que o menino foi assassinado na propriedade de um homem com muito dinheiro: Scott Briggs (Robert Duvall). Na noite do desaparecimento, Scott expulsou de casa o seu filho Ben para casa da mãe por ele estar se encontrando com o rapaz e o pai não aceitar o relacionamento. 


Passado o tempo, Scott vive feliz com sua família, seus filhos, incluindo KC (Josh Hartnett) e seus netos. Samantha cada vez mais acredita que a família Briggs tem envolvimento no caso e ela coloca a própria vida em risco para descobrir o que realmente aconteceu com o garoto. É quando Ben (James Franco), o filho expulso de Scott retorna ao sítio para uma questão envolvendo testamento do patriarca, que quer distribuir igualmente todas as suas terras. Ben, agora gay assumido, se depara assim com a investigação a respeito do caso.

A trama tinha tudo para ferver, principalmente envolvendo o fato de que Scott era intolerante com os homossexuais e com seu filho Ben. O retorno de Ben à família era um momento de acerto ou de ruptura total e é completamente desperdiçado em momentos superficiais que não fazem a trama andar para lugar nenhum. Trata-se, aliás, de um caso policial envolvendo um assassinato de um homossexual, um tema atual e forte (homofobia e crime de ódio), diluído em um filme fraco. O centro do filme, uma história de intolerância e preconceito - quando Samantha pressiona Scott sobre o desaparecimento do rapaz, ele justifica o ódio entre as pessoas como sendo algo "natural" - se esvazia em uma trama de investigação vagabunda de quinta categoria. 

O filme é dirigido por Robert Duvall, em direção burocrática e tediosa, com sua indefectível cara de telefilme barato e embora Duvall atue com a mesma competência de sempre nada consegue salvar o ritmo terrível da produção e a péssima atuação da argentina Luciana (que por sinal vem a ser a esposa de Duvall). James Franco parece estar ali pela grana e Josh Hartnett nunca prestou. A trama desperdiça também Adriana Bazarra, como mãe do garoto morto, e parece sair do nada para lugar nenhum. A revelação do paradeiro do rapaz e o que aconteceu com ele é frustrante - e, por consequência, o final do filme é podre.

Cotação: 0,5/5
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...